No o app você vê muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Você curte Madrid?
Compartilhe com todo mundo
Entrar com Google +

O que fazer em Madrid

4.074 colaboradores

1.852 lugares que ver em Madrid

Jardins en Madrid
Parque do Retiro
(1.134)
O Parque do Retiro é um dos pulmões verdes da cidade de Madrid e um dos meus parques preferidos pela localização privilegiada. Quando chega a primavera o parque volta à vida com muito verde, e junto com ele muitos esportistas que passam por ali todos os dias para correr, caminhar, andar de bicicleta ou patinar. No centro do parque existe um lago que muitos utilizam para passear nos botes. Sem dúvida, dentro do parque existem outros lugares que você vai querer visitar, como o Palácio de Cristal, onde se celebram muitas exposições. Também há muitos restaurantes e bares com terraza (parte de fora com mesas), para comer algo e até mesmo videntes com mesas perto do lago. Se for com tempo, não deixe de visitar a Igreja de San Manuel e San Benito, que fica perto da parada de metrô do Retiro, você vai se surpreender.
Ruas en Madrid
Gran Via
(923)
A Gran Vía de Madrid é um lugar de visita obrigatória na capital espanhola. Até pouco tempo atrás, Madri não era uma cidade de edifícios especialmente altos, de arranha-céus. Nos últimos anos, isso está mudando, devido aos novos prédios do Paseo de la Castellana e Plaza de Castilla (área com grande números de edifícios comerciais), mas antes, os edifícios mais altos estavam na Gran Vía. E todos têm muita história e muita beleza. Passear pela Gran Vía é não parar de olhar pra cima e pra baixo. Pelas construções e pela gente, por tudo que existe ali. Posso dizer que a Gran Vía é para Madrid o que o West End é para Londres, por exemplo. Cheio de cinemas, teatros e gente. Dê uma volta pela Gran Vía.
Monumentos Históricos en Madrid
Templo de Debod
(926)
O Templo de Debod é um templo real do antigo Egito no coração de Madri. Tem mais de 2.000 anos e para transportar o material, desmontaram tudo e trouxeram em blocos de pedra do Egito. Aproximadamente no meio do século XX, o governo egípcio decidiu construir a Represa de Aswan, e entrou em contato com a UNESCO para doar esses templos, já que ao contrário se afundariam nas águas do Nilo. A Espanha foi um dos países que se interessou e em 1961 o templo foi desmontado, mas só chegou a Madri em 1970. Na sua época de máximo esplendor, além da capela principal (dedicada à Deusa Isis), possuía duas muralhas que a rodeavam, mas atualmente os pilares das portas foram o que restou. Converteu-se em um dos símbolos da capital espanhola e em um lugar mágico para ver o entardecer. Visita imprescindível, se possível, entre, porque dentro explicam a natureza, uso e história do templo.
Mercados en Madrid
Mercado de San Miguel
(744)
Caixa fulgente por fora e cascata de luz por dentro! Que bonito ficou! Desenhado pelo arquiteto Alfonso Dubé e Díez, foi inaugurado em 13 de maio de 1916, agora está totalmente reformado sob a direção de Juan Manuel Alarcón, e tem tudo o que você quiser comer; além de comer, você pode admirar a esplendorosa estrutura de ferro cristal e cerâmica clara e colorida e produtos da terra e do mar. Aí você encontrará um descanso no meio do caminho e poderá se relacionar com gente de todas as condições e de múltiplos países. Dependendo da hora do dia, você poderá degustar um bom vinho de Rioja ou um bom presunto, ou tomar o café da manhã em uma excelente padaria se você for cedinho. É o “Gastronodomo” de São Miguel. Viva o toque madrilenho!
Praças en Madrid
Porta do Sol
(814)
A Puerta del Sol (Porta de Sol) é um dos lugares mais emblemáticos de Madri. Porque é o centro histórico da cidade, e do país, já que efetivamente é o "km 0" das estradas nacionais da Espanha e porque é um lugar com muita história (passado e presente). É um dos pontos de encontro mais habituais dos jovens, um dos melhores lugares para fazer compras no centro e é sempre lembrado pela sua grande celebração de ano novo. A Puerta del Sol é um lugar de passeio para qualquer turista, e apesar do tumulto, é mais que recomendável. Nos últimos anos as autoridades tentaram, com sucesso, descongestionar a zona restringindo o acesso de grande parte dos carros. Desde "Sol", como é conhecido pelos moradores, é fácil começar uma rota a pé pelas ruas do centro histórico da capital: Preciados, Arenal, Carmen, Mayor, ao lado da Gran Vía, do Barrio de las Letras (Bairro das Letras), do Paseo de la Castellana, da Plaza de las Cortes...
Praças en Madrid
Plaza Mayor
(668)
Em qualquer dia do ano, a qualquer hora do dia, não existe um lugar melhor para se encontrar ou se reencontrar que na Praça Mayor. Aqui iniciamos hoje, emocionados, nossa visita à Madri dos Austrias. Começar neste lugar, inicialmente chamado de Plaza del Arrabal, tem um grave perigo: Você não vai querer sair, vai querer permanecer neste pequeno, acolhedor e belo mundo sem fim. Assim foi concebido, sem presunções, o mundo era Espanha e a Espanha era a sua Praça Mayor. Porém tudo muda com seus vários personagens incluídos, ilustres arquitetos: Diego de Sillero, Juan Goméz de Mora, Sabatini, Juan de Villanueva. São os anos 1590, 1619, 1790 e 1854. Que lindo é entrar por qualquer uma de suas nove portas antes de descer pelo Arco de Cuchilleros! Passaremos do claro/escuro ao deslumbrante espaço central. Ali encontraremos algum amigo, que digo? Aqui todos são amigos, o amigo transeunte, o amigo mímico, o amigo homem estátua, o amigo ocioso, o amigo poeta, o amigo pintor, o amigo garçom. O que o senhor quer tomar? Cuidado com o que você pede! Felipe III te observa e nada lhe escapa erigido no centro da praça, montado em seu cavalo.
Palácios en Madrid
Palácio Real
(530)
Em teoria este palácio é a residência oficial do monarca, mas como ele decidiu continuar a morar em La Zarzuela, um antigo pavilhão de caça que utiliza desde que era príncipe, o Palácio só é usado para as cerimónias de Estado. Foi mandado construir durante o reinado de D. Felipe V, depois do incêndio do anterior, de origem muçulmana, que datava do século IX. Na fachada, os materiais utilizados foram a pedra e o ladrilho. O interior é espectacular, pois está atestado de obras de arte, em especial dos frescos que realizaram os pintores da época. Estâncias de indubitável valor artístico são o Salón del Trono (com o seu mobiliário de talha dourada e a abóbada com uma pintura que representa a Alegoria da Monarquia Espanhola), a Câmara do Rei, a Sala de Porcelana, o Salón de Espejos ou o Comedor de Gala. Não podemos esquecer a Real Armería, que se pode considerar uma das mais importantes a nível mundial deste tipo, onde se guardam peças que pertenceram aos Reis espanhóis desde o século XIII. Também há uma Galeria de Pinturas, uma botica impressionante e tudo rodeado de uns jardins de inquestionável beleza.
Estádios en Madrid
Estádio Santiago Bernabéu
(480)
Para os fãs de futebol, existem ícones que são irresistíveis. E o estádio de cada time é sagrado para as torcidas. Neste caso, para um madridista (torcedor do Real Madri), ver o Santiago Bernabéu por dentro é algo que se tem que fazer pelo menos uma vez na vida; ou isso era o que as centenas de pessoas que estavam na fila para entrar no estádio no dia que eu fui pensavam. Mais de uma hora e meia, com chuva e o frio entrando no corpo, tudo isso para poder se sentar no mesmo lugar das estrelas multimilionárias, ver a jacuzzi onde os atletas relaxam os músculos, entrar no campo, ver as grades vazias e imaginar como deve ser estar ali com a gritaria da torcida. Depois de ver o interior do estádio, a visita termina no Museu, onde você pode reviver as antigas glórias do time e sonhar com as grandes conquistas.Para os acompanhantes, fica o papel de repórteres, para contar a experiência.
Jardins en Madrid
Parque do Capricho
(330)
Outro dia tive a oportunidade de visitar este maravilhoso jardim histórico-paisagista do S.XVIII. Trata-se de um jardim com muito encanto no qual podemos encontrar numerosas obras arquitetônicas muito interessantes, como o Cassino do Baile ou o Abelheiro… Nele também podemos encontrar um bunker que serviu há anos como refúgio para algum outro republicano durante a guerra civil. Não é possível entrar nele, mas já escutei que conta com muitos metros de túnel embaixo da terra. De primeira parece um jardim totalmente natural. Na sua parte superior conta com um lago precioso no qual podemos encontrar um “cais” conhecido como “ Casa de la Cañas” por estar totalmente revestido se desse mesmo material. Este parque foi criado quase inteiro por um ilustre jardineiro chamado Pablo Boutelou , a pedido da duquesa Doña María Josefa aproximadamente no final do S.XIX. O jardim em concreto se encontra situado no bairro de Alameda de Osuna e se pode entrar praticamente todos os dias do ano. Muito perto dele, você encontrará o Parque Juan Carlos I, outro parque muito bonito. Trata-se de um espaço que recomendo a visita em dúvida pelo encanto que tem e pelo bem cuidado que está.
De interesse cultural en Madrid
Açoteia do Círculo de Belas Artes
(296)
Sempre falei que um dos lugares mais alucinantes para ver o pôr do sol em Madri é o Círculo de Belas Artes. Eu não tinha subido ainda, e a verdade é que agora me arrependo. Sim , é incrível. Subir justo na hora em que o sol fica laranja e vai descendo pouco a pouco até desaparecer, aparecendo o que na fotografia chamamos de “hora mágica” é uma sensação indescritível para todos que amam fotografar. É um terraço imenso, o que te permite encontrar um bom lugar para admirar o horizonte e tirar fotos inesquecíveis independente da quantidade de gente. Você não pode deixar de visitar.
Palácios en Madrid
Palácio de Cristal
(269)
Com certeza não sou o único que acha que o Palácio de Cristal é o lugar mais belo do Parque do Retiro em Madri. Este lugar rodeado de frondosas árvores, um grande manancial de água no centro, uma rocha com uma pequena cova e principalmente, o belo edifício: O Palácio de Cristal, obra do arquiteto Ricardo González Bosco. Construído em 1887 como um dos pavilhões da Exposição das Ilhas Filipinas, com o objetivo de ser um jardim de inverno para abrigar uma mostra de plantas e flores da colônia espanhola, segue as tendências arquitetônicas da época, combinando ferro e cristal. Agora o edifício do Palácio de Cristal é uma das sedes do Museu Centro de Arte Reina Sofia e quando você entrar, com certeza se surpreenderá. Para ter a melhor vista do Palácio de Cristal, aproveite a luz da manhã. E não duvide em se sentar na escada para apreciar a tranquilidade do lago.
Monumentos Históricos en Madrid
Puerta de Alcalá
(260)
Sim, a verdade é que nós, madrilenhos, já a vimos muitas vezes, mas e você? Você não pode perder! É uma das imagens da capital, e apesar de nós, que moramos aqui, passarmos rapidamente por ela quando temos a oportunidade, não deixamos de ter um carinho especial. De fato, nas últimas vezes que passei por ela senti essa nostalgia especial que uma pessoa sente quando volta à cidade natal depois de muito tempo. Recomendo visitá-la em noites especiais. A Noite em Branco, por exemplo, onde ela tem uma dimensão especial. E não deixe de ler a sua história na Wikipedia ou em qualquer outro lugar, você vai adorar. Um lugar maravilhoso em Madri, imprescindível, você não pode perder. E se não te convence... Olhe o mapa, há 4 lugares próximos aos quais você pode visitar.
Catedrais en Madrid
Catedral da Almudena
(177)
Sou madrilenho e há anos passo pela parte da Catedral de Almudena que é virada para a Cuesta de la Vega. Sempre pensei o mesmo: "puffff, é muito sem graça, nem vale à pena visitá-la". Tudo mudou na semana passada. Devido às procissões da JMJ durante a madrugada, descobri um lado dessa catedral que eu não conhecia. É exatamente a parte que fica no mesmo lado do Palácio Real (falando nele, para mim é o mais bonito de Europa). Uns dias depois decidi visitar a catedral com mais atenção, e como digo no título dessa experiência, ela ganha muitos pontos à noite. A vista é linda, e no mês de agosto, com poucos turistas, você pode transformar essa explanada no pátio da sua casa. Em minha opinião, a criticada Catedral de Santa María la Real de la Almudena é o complemento perfeito do Palácio de Oriente, que se encontra em frente à ela. O desenho final incluía uma galeria de arcada em cada lado que a unia com as dependências laterais do pátio do palácio, criando dessa maneira uma vista de um majestoso “palácio catredalício”, mas isso não chegou a ser feito, e os edifícios são separados. O verdadeiro segredo da catedral está na sua cripta, conjunto magnífico dos "neo" típicos do século XIX com diversas capelas, cada uma mais decorada com vidraças, mosaicos, retábulos e grades dignas de serem incluídas obrigatoriamente em qualquer visita turística. Podemos destacar a capela dos Marqueses de Urquijo ou a imagem medieval da Virgen de la flor de lis, apesar de sugerir que vocês visitem e escolham as suas. A entrada está no começo na Calle Mayor. Não é permitido visitar durante a missa e recomendo ir pela tarde, quando a luz entra pelas vidraças e o jogo de cores é impressionante. Uma história: a impulsora da Catedral foi María de las Mercedes, mas ao morrer tão cedo, foi o seu marido quem continuou o projeto e apesar de não ter sido mãe de nenhum rei, foi enterrada no Panteón do Monastério del Escorial como exceção especial pelo carinho da cidade. Ao finalizar a catedral, foi trasladada ao altar que se encontra na lateral do altar maior. Como bom madrilenho, defendo a última catedral construída no meu país.
Feiras en Madrid
El Rastro
(158)
O tradicional mercado do Rastro (situado entre os bairros Lavapiés e La Latina) mudou com o passar dos anos, mas continua tendo o mesmo sabor, especialmente nas ruas em volta da Ribera de los Curtidores, onde fica a maioria das bancas e onde você pode encontrar praticamente de tudo. Fica na Plaza General Vara del Rey, nas Calles Mira el Río, Calle Mira al Sol,Calle del Carnero, Calle del Mellizo,Calle de Carlos Arniches, Calle del Bastero, e reúne o mais genuíno do Rastro: os móveis e as antiguidades, os livros e retalhos, as incríveis azeitonas da “Casa Jiménez” para comer enquanto passeia, as sardinhas, pimentões e lulas comidos em pé(não tem cadeiras)do Santurce, um bar popular e sempre lotado, ou os caramujos com molho no “Bar Los Caracoles”, e de figuras que aparecem por ali, que parece que fugiram de uma novela do autor Pérez Galdós.
Museus en Madrid
Museu do Prado
(176)
Inaugurado em 1819 este é sem dúvida alguma o museu mais importante de Espanha e um dos mais importantes do mundo. Forma juntamente com o Museu Rainha Sofia e o Museu Thyssen-Bornemisza o “Triangulo de Ouro de Arte de Madrid”. São muitas as colecções presentes nas salas deste museu, sendo por isso necessário pelo menos um dia para o explorar inteiramente. o Bilhete pode passar os 20 euros, mas existem alguns horários ou descontos que se podem utilizar para tentar reduzir o preço, contudo prepare-se para filas enormes, especialmente em horário de visitas gratuitas. Está no top 10 de museus mais visitados do mundo.
Palácios en Madrid
Palácio de Cibeles
(166)
Com a reabilitação do Palácio de Cibeles, agora reconvertido em Prefeitura e Centro de exposições, chegou não apenas a possibilidade de visitar seu interior, como também de poder subir ao mirante da Torre (no oitavo andar) e ter uma nova imagem da Capital. As vistas são de 360 º, mas a parte que mais recomendo é a que tem vistas a Plaza de Cibeles, com a Gran Via e Sevilla ao fundo. Desde aí é possível ver outro dos clássicos terraços da zona, a do Círculo de Belas Artes e é precisamente nessa direção onde se põe o sol, com uns entardeceres espetaculares. Para poder visitar é necessário comprar uma entrada antes. As entradas custam dois euros e se compra, todos os dias, para um determinado turno de meia hora, assim que se quiser ver o entardecer é recomendável checar a hora antes para escolher bem essa rango horário. Para tirar fotos tem que considerar que no mirante não está permitido trípodes. Eu utilizei um Tamrom 18-270 mm com estabilizador de imagem.
Estações de Comboio en Madrid
Estación atocha
(172)
Lembro a primeira vez cheguei em Atocha, durante uma viagem para Madri com a escola e fomos na estação só para ver o jardim tropical que fica no centro e é muito bonito. É muito relaxante, com a água que sai do teto às vezes para manter o grau de umidade das plantas; achei incrível o quanto essa estação era tranqüila comparada a outras grandes estações de trem das capitais européias. A Estação de Atocha é a principal estação de trens de Madri. Agora está dividida em três partes: cercanias (para dentro da cidade), a estação de Puerta de Atocha, de onde sai o AVE (trem de alta velocidade) e a de Atocha Renfe para os outros trens. Foi inaugurada no século XIX, e foi crescendo pouco a pouco com a cidade. O edifício original é o da frente, que foi restaurado há pouco tempo.Um incêndio destruiu parcialmente a fachada. A nova estação foi realizada por Alberto de Palacio, inspirado em Gustave Eiffel. Ainda podemos ver a estrutura de ferro da estufa.Atualmente, por razões de segurança, é obrigatório passar as malas por uma máquina de raios X, por isso recomendo chegar um pouco antes para não perder o trem.
Jardins en Madrid
Madrid Rio
(141)
Fui passear pelo novo jardim do Parque Lineal de Manzanares e me surpreendi com esse novo espaço em Madri. O parque tem áreas para crianças e gostei de ver que os jogos e as cadeiras são feitos de materiais naturais ...desde una família de porquinhos de madeira até cadeiras feitas de cordas, tudo foi pensado e adequado ao meio ambiente. Também é possível alugar carros elétricos pequenos para passear pela margem do rio que agora estão preparadas para andar de bicicleta, correr ou caminhar. E tem uma vista privilegiada para a Catedral de Almudena e o Palácio Real.

O que visitar e o que fazer em Madrid

A capital espanhola é enorme em todos os sentidos, mas se você não tem certeza sobre o que visitar em Madri, fique tranquilo, a resposta será dada pelas milhares de pessoas que a cada dia desfrutam dos encantos da cidade.

Das atrações que ver em Madri há alguns pontos turísticos clássicos e bastante especiais. A Gran Via, por exemplo, deve ser explorada ao menos de duas maneiras: uma vez voltada para frente e a outro com os olhos voltados para o céu. Com edifícios impressionantes,
é um daqueles lugares que deixam qualquer pessoa de boca aberta. Na mesma região, o Templo de Debod é uma das essenciais atrações de Madri. Observe que se trata um dos lugares mais recomendados pelos usuários do Minube.

Para quem quer ter uma vista mais ampla da cidade, a cobertura no edifício do Circulo de Belas Artes é uma ótima opção. Já para os nostálgicos há os preciosos Jardins Sabatini.

O que há que conhecer em Madri que seja único? Um passeio de barco no lago do Parque Retiro conquista qualquer pessoa e o Palácio de Linares, com sua história arrepiante, não deixa ninguém indiferente.

Diante de tantas opções se você ainda não sabe o que fazer em Madri, a verdade é que há ainda muitas opções para se planejar. Desde sair para comer tapas na Plaza Mayor a saborear um café em uma cafeteria no bairro de Salamanca. Ou, se a ideia é sair a noite, encontrar locais em Madrid não é tarefa difícil. Você poderá se divertir nas discotecas Joy Eslava e
Kapital ou ir ao bairro de Malasaña com intensa vida noturna ...

Se você quer fazer algo mais cultural, uma boa opção é o Triângulo da Arte, um grupo localizado no Paseo del Prado com algumas das mais importantes obras da história: Rubens, El Bosco, Velázquez, Goya, Durero, Dalí e Caravaggio dormem aqui todos os dias.

Já estamos ao final, mas não podemos esquecer de citar lugares turísticos de Madri que são essenciais como a Puerta del Sol, o Mercado de San Miguel, a Praça de Cibeles, o Museu Nacional Reina Sofia, o Palácio de Cristal de Retiro, a feira El Rastro, a Praça de Espanha e a Casa de Campo.

Venha! Conheça Madrid e descubra o mundo.