No o app você vê muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Você curte Otjozondjupa?
Compartilhe com todo mundo
Entrar com Google +

O que fazer em Otjozondjupa

81 colaboradores

28 lugares que ver em Otjozondjupa

Sítios insólitos en Damaraland
Petrified Forest
(1)
Um passeio muito interessante na região de Khorixas é a visita ao que eles chamam de "Petrified Forest". Na verdade, trata-se de troncos de árvores fossilizados há milhões de anos, quando ainda haviam pinheiros nesta região da Africa, pode imaginar? Trata-se de uma visita guiada, numa curta caminhada de cerca de 40 minutos. As explicações são bastante interessantes e não são apenas sobre os fósseis. O guia também nos fala sobre as diversas plantas nativas que avistamos no caminho e como elas são utilizadas por diversos povos da Namíbia, seja de forma medicinal ou para higiene pessoal. Atenção especial para a famosa Welwitschia Mirabilis, uma planta que pode viver mais de mil anos e que é endêmica do deserto do Namibe. Cuidado pois já muitas placas na estrada dizendo "Petrified Forest" que também podem ser interessantes, porém não se trata do sitio oficial do governo namibiano, e não se pode saber se os guias são realmente qualificados para dar informações sobre esses fósseis. No sítio oficial da "Petrified Forest" há uma recepção, toiletes, uma loja de souvenires e um pequeno bar com bebidas refrigeradas.
De interesse turístico en Otjiwarongo
Cheetah Conservation Fund
(1)
O Cheetah Conservation Fund ou CCF, é uma organização sem fins lucrativos que trabalha pela preservação dos guepardos na Namibia e pela conscientização das comunidades locais. A sede do CCF fica à 45 km de Otjiwarongo, ou seja, é uma boa parada entre Windhoek e Etosha. O centro de pesquisas fica nessa sede e você pode pagar para uma visita guiada pelo centro e o museu, além de um "drive" dentro dos cercados onde vários guepardos vivem. A alimentação dos animais ocorre diariamente, e também pode ser vista sempre por volta das 12h e 14h, dependendo do dia da semana. Se quiser ficar para almoçar, o CCF possui um pequeno restaurante com alguns lanches simples porém sofisticados. E se quiser prolongar ainda mais sua estadia no local, o CCF também possui uma guesthouse. Visitamos o centro durante toda uma manhã e fizemos o CCF Tour e o Cheetah Drive, tudo muito bem explicado pelo nosso guia. A visita vale à pena, ainda mais sabendo que estamos apoiando uma boa causa.
Reservas Naturais en Otjiwarongo
Okonjima Nature Reserve
(1)
A Okonjima Nature Reserve é uma Reserva Privada situada à 2 horas de carro ao norte de Windhoek, e à cerca de 70 km de Otjiwarongo. A Reserva é o lar de uma Organização sem fins lucrativos chamada "Africat", que ajuda na conservação dos felinos e outros carnívoros namibianos. A Reserva só pode ser visitada por pessoas que visitam o trabalho da Africat ou por aqueles que dormem em um dos lodges dentro da Reserva. Há diferentes tipos de hospedagem dentro de Okonjima Reserve, mas a maioria delas tem preços bastante salgados. Para os que querem algo mais em conta há também uma área de Camping no local. A maior parte da Reserva só pode ser acessada pelos safáris feitos com guias locais. O objetivo principal destes safáris é de rastrear e localizar predadores como leopardos, guepardos e cães-selvagens. Uma bela oportunidade para ver estes animais que são dificilmente vistos em safáris comuns. Aqui, muitos deles possuem coleiras que emitem sinais de rádio para que os guias os localizem. O intuito das coleiras é o estudo do comportamento dessas feras, que é monitarado pela ONG Africat. No entanto, a atividade turística acaba gerando bastante renda para a Organização, e posso dizer que vale à pena! Além dos carnívoros que rastreamos, também vimos muitos antilopes, zebras, girafas, facoqueiros, oryx, kudus, springboks... A Reserva é um verdadeiro santuário da vida selvagem!
De interesse turístico en Okonjati
Alimentando guepardos em Mount Etjo
(1)
De todos os locais onde vi guepardos serem alimentados na Namibia, esse foi o que me pareceu mais "real". Digo isto, pois a presa, no caso um facoqueiro, foi colocada inteira amarrada à uma corrente de metal para que os guepardos não à peguem e saiam correndo. Claro, o facoqueiro estava morto, pois é proibido alimentar guepardos com animais vivos em cativeiro. Mas mesmo assim, os felinos agiram selvagemente, devorando o "porco" o mais rápido possível e retornando bruscamente ao mato. Foi um momento excelente para fotografá-los! A alimentação desses felinos não ocorre todos os dias, então é bom se informar antes de vir fazer a visita ao Mount Etjo Safari Lodge. O valor da atividade é de 300 dólares namibianos por pessoa (preços de 2015). Você também pode alimentar leões nessa Reserva. Um espetáculo!
Mercados en Okahandja
Okahandja Mbangura Woodcarvers Market
O Okahandja Mbangura Woodcarvers Market é um dos maiores mercados de artesanato da Namibia. Aqui você encontra todo tipo de objeto africano, principalmente esculturas em madeira, tigelas, cestos, bijuterias, portas e até móveis. Grande parte dos artigos vendidos aqui vêm do norte da Namibia, da região do Kavango que faz fronteira com a Angola. Consequentemente muitos dos vendedores falam português, inclusive, muito são mesmo da Angola. Os preços não costumam ser abusivos, mas é quase sempre possível de negociar os valores na hora da compra. Tudo depende do caráter do vendedor, porém normalmente a negociação ocorre de forma bastante natural. O Mbangura Woodcarvers Market é estrategicamente situado numa das entradas da cidade de Okahandja (entrada sul), próximo à estrada B1. O mercado faz parte do itinerário de ônibus de turismo que frequentemente vêm carregados de turistas para o local.
De interesse turístico en Otjiwarongo
Africat Foundation
(1)
A Africat Foundation fica dentro da Okonjima Nature Reserve a 2 horas de carro de Windhoek e à 70 km de Otjiwarongo. Essa Organização não-governamental trabalha pela preservação dos felinos e outros carnívoros da Namibia através da conscientização da população local. A Fundação também acolhe animais feridos e/ou capturados por fazendeiros de todo o país com o intuito de reabilitá-los e soltá-los em Okonjima Nature Reserve ou outras Reservas da Namibia. O Centro de Visitantes da Africat fica à cerca de 30km à oeste da estrada principal que liga Windhoek ao Norte. Uma pista de terra passando pela Reserva Okonjima te leva até o local, tudo muito bem sinalizado. As visitas ocorrem em horários bastante específicos que mudam de acordo com a estação do ano. Aconselho telefonar para a Fundação para marcar a sua visita, assim não haverá decepções. Durante a visita um guia te leva dentro do cercado de alguns dos felinos que foram recuperados pela ONG e te dá explicações sobre o funcionamento da Africats, enquanto você admira e fotografa os animais bem de perto. Depois, vamos até a clinica onde são estudados e tratados os animais doentes. Não havia nenhum animal ali neste, mas mesmo assim foi bem interessante.
Desertos en Damaraland
(1)
De interesse turístico en Otjiwarongo
Rastreando leopardos
Na Okonjima Nature Reserve é possível rastrear leopardos e outros animais carnívoros através das ondas de rádio emitidas pelos animais que possuem coleiras. Essas coleiras são objetos de monitoração realizada pela Africat Foundation, uma ONG que estuda e preserva os carnívoros namibianos, e que possui uma sede dentro desta Reserva. Às 6h da manhã a recepcionista do Plains Camp nos liga para nos despertar. Fomos para o Lodge para um café e muffins às 6h30, e partimos para a aventura às 7h da manhã num 4x4 com um guia local. Não demorou muito até que encontramos o primeiro leopardo, uma jovem fêmea que estava indo beber água num poço. Os animais não se incomodam com o veiculo pois já estão acostumados à serem monitorados. Depois de alguns minutos, a fêmea partiu dentro do mato fechado até que a perdemos de vista. Como não havia passado nem mesmo 1h desde que começamos o passeio, nosso guia decidiu subir no alto de uma montanha para tentar captar o sinal de outros leopardos na região. Felizmente, achou um outro leopardo na planície abaixo. Este demorou mais até ser encontrado, pois estava no leito de um rio, ao lado de um buraco de facoqueiro. Era um grande macho esbelto que aguardava que o porco saia da toca para comer sua refeição matinal. Durante o passeio vimos 2 leopardos, o que é sensacional! Além de zebras, girafas e muitos antilopes. De volta ao hotel, um delicioso café-da-manhã nos aguardava. A atividade só pode ser feita por hóspedes dos hotéis que existem dentro da Reserva Okonjima, mas é uma das poucas oportunidades de se ver leopardos, já que são raramente vistos em safáris normais, por serem felinos extremamente tímidos.
Caminhadas en Otjiwarongo
Trilha Chacma
A Chacma Trail é uma das trilhas à serem feitas à pé na Reserva Okonjima. Na recepção do Lodge onde estiver hospedado dentro da Reserva eles poderão te dar informações sobre as diferentes trilhas, cada uma com um mapa estilizado e bem detalhado. As trilhas são gratuitas. Nos levantamos cedo pois era verão e sabíamos que faria calor. É preciso ir de carro até o local onde a trilha Chacma começa. Ali tem um estacionamento e uma placa indicando o inicio do caminho. O percurso possui algumas subidas e descidas, o que fazia variar as paisagens e vistas sobre a savana. Encontramos springboks e oryx pastando tranquilamente sob a belíssima luz da manhã. Todo o longo da caminhada é bem indicado com placas e flechas. De volta ao estacionamento é possível prolongar a caminhada e fazer a "Leopard Loop", onde tem um mirante para admirar a vista da região. Foi o que fizemos! No total, a Chacma Trail + Leopard Loop são 4,7km, o que nos tomou cerca de 1h30. Nada mau para esticar um pouco as pernas e mudar da rotina de safáris dentro do carro.
Safari en Otjiwarongo
Cheetah Drive - CCF
O Cheetah Drive é uma atividade feita no CCF (Cheetah Conservation Fund). Começa na recepção da ONG, onde encontramos o guia que nos levaria para o passeio. O "drive" consiste em ir ao interior de alguns dos grandes cercados onde ficam guepardos que não podem ser reintroduzidos ao seu habitat selvagem. É com certeza o melhor modo de tirar fotos dos felinos sem que a tela das cercas apareçam. No caminho, nosso guia nos explica como funciona o estabelecimento, a historia dos guepardos que observamos, o porquê eles trabalham com cães de uma especifica raça da Turquia, entre outras observações curiosas. A atividade dura cerca de 1 hora e pode ser feita diariamente entre às 9h e 17h. O valor por pessoa é de 480 dólares namibianos.
Safari en Otjiwarongo
Rastreando cães-selvagens
Graças às coleiras implantadas pela Africat Foundation em alguns dos carnívoros da Reserva Okonjima, é possível rastreá-los por ondas de rádio. Esta é uma das atividades propostas quando se está hospedado em algum dos hotéis no interior da Reserva. Já havíamos rastreado leopardos durante a manhã, e com muito sucesso pois vimos dois deles! Agora era a vez de rastrear os cães-selvagens que também são conhecidos como mabecos em português. Saímos por volta das 4h da tarde e após cerca de 1h30 encontramos os 4 indivíduos que vivem na Reserva. Estavam tranquilos à sombra de uma árvore pois ainda fazia calor. Nosso guia nos disse que por volta das 18h eles voltariam à se movimentar, e não deu outra! Ficamos cerca de 30 minutos observando esses animais tranquilamente, brincando, bebendo água. A vontade era de ficar ali até anoitecer vendo como esses carnívoros tão carismáticos se comportam, mas tivemos que partir pois o hotel estava longe dali e ainda tínhamos que ir apreciar o pôr-do-sol num ponto alto da Reserva, com direito à drinks oferecidos por nosso guia. Foi a primeira vez que vi esses animais tão raros que infelizmente estão na lista de animais ameaçados de extinção.
Miradores en Otjiwarongo
Mirante Leopard Loop
Depois de terminarmos a Chacma Trail prosseguimos para o a "Leopard Loop" para ter a vista do mirante sob a montanha. O inicio do caminho é sinalizado com uma placa indicando a trilha, depois é só seguir as marcações de pegadas de leopardo pintadas de amarelo sob as rochas no caminho. Durante o percurso há diferentes pontos para avistar a paisagem, mas a vista mais bonita é quando realmente se chega no alto da montanha, podendo ver a extensa savana aos nossos pés em 360°. A ida e volta da Leopard Loop, passando pelo Day Visitor Centre da Africat Foundation é de cerca de 2 km e 50 metros de desnível. As coordenadas GPS Google Maps do estacionamento de onde se começa a Leopard Loop e o Chacma Trail são : -20.839668, 16.661711
De interesse turístico en Otjiwarongo
Rastreando Guepardos
Na Reserva de Okonjima se pode rastrear vários animais que portam coleiras para estudos da Fundação Africat. Entre esses animais estão leopardos, cães-selvagens e guepardos. Eu fiz os três rastreamentos e todos são sempre diferentes, uma surpresa! O rastreamento dos guepardos é o mais diferente de todos eles, pois além de procurarmos o animal de carro através da Reserva, também vamos à procura do bicho à pé. Assim que o sinal está bastante forte e que nosso guia sabe que o guepardo está por perto, o grupo desce do carro e parte à pé pela savana para tentar achar o felino. No nosso caso não tivemos que andar muito, apenas alguns metros e os guepardos já estavam ali à sombra de uma árvore descansando. Na verdade, estes guepardos que foram soltos em Okonjima são habituados com os seres humanos, e por isto não atacam nem fogem dos homens quando chegamos perto deles. Mas não podemos tocá-los, pois eles não são acostumados com isto. A intenção da Africat é de adaptar o animal para ser solto na natureza selvagem e saber lidar com os perigos eventuais como leopardos, hienas e leões.
Aldeias en Okahandja
(1)
Cidades en Otjiwarongo
Montanhas en Damaraland
Monte Brandberg
Brandberg significa "Montanha de fogo" em afrikaans, alemão e holandês. Basta ver o por do sol uma vez em um local de onde se pode ver a montanha para entender o porquê deste nome. :-) Com o seu ponto mais alto chegando a mais de 2.600 metros acima do nível do mar, o Brandberg é a montanha mais alta da Namíbia. Ela fica situada na região Damaraland, no deserto do Namib. Uis é o vilarejo mais próximo dali onde se possa achar um minimo básico de comida e gasolina (atenção, nem sempre há combustível suficiente em postos de gasolina isolados como esse!). O massivo foi proclamado monumento nacional devido ao grande número de pinturas rupestres encontradas ai no século XX. Essas pinturas (mais de 40.000 individualmente) foram feitas pelo povo San há milhares de anos e estão espalhadas por diversos pontos da montanha. A mais conhecida delas é a "White Lady" (Dama Branca, em português). Além das pinturas rupestres e da magnífica paisagem da região, é possível buscar por animais que vivem ali totalmente em liberdade graças às diversas fontes d'água provenientes das montanhas. Springboks, oryx, suricatos, zebras das montanhas, rinocerontes negros e até os famosos elefantes do deserto vivem ao redor das montanhas. Para explorar o Brandberg pode-se fazer o tour do massivo de carro 4x4 ou pequenas trilhas com guias oficiais para ver as pinturas rupestres. Para os amantes das caminhadas, um percurso guiado de 5 dias para subir na montanha também pode ser agendado (Brandberg Ascent Hike). Os alojamentos mais próximos desse massivo montanhoso são o Brandberg Rest Camp e o Brandberg White Lady Lodge.
Reservas Naturais en Waterberg Plateau Park
Waterberg Plateau National Park
(2)
O Waterberg Plateau National Park fica a mais ou menos 100 km a leste de Otjiwarongo, uma cidade situada entre a capital Windhoek e o tão conhecido Etosha National Park. A área foi proclamada uma reserva em 1972 e, devido ao difícil acesso de predadores e caçadores ilegais ao topo do planalto, foi possível relocar espécies ameaçadas para o local, como os antílopes palanca negra (sable antelope) e palanca vermelha (roan antelope). O programa de reintrodução de espécies ameaçadas deu tão certo que hoje em dia eles exportam esses animais para outras áreas do país. Para explorar o parque é necessário fazer um "game-drive" (safári) num carro especializado e com um guia local, pois os carros particulares não tem o direito de entrar na reserva. No entanto, esses safáris são geralmente oferecidos pelos hotéis ao redor e custam cerca de 500 dólares namibianos. Tem também trilhas que podem ser feitas a pé por conta própria na parte inferior da montanha e outras que podem ser feitas em cima da montanha mas que necessitam um guia instruído. Quando eu fui lá eu dormi no Waterberg Resort e fiz o safári com eles também. Saímos bem cedo do hotel, por volta das 6 da manhã e, como o carro é totalmente aberto, fazia muuuito frio! Lembre-se de trazer casaco, cachecol e calças. Sério! Chegando na reserva vimos alguns impalas e depois chegamos ao "hide", onde pudemos descer do carro. Os guias nos deram um pequeno café da manhã enquanto esperávamos para ver se algum animal aparecia por ali. Alguns minutos depois, uma manada de búfalos veio correndo para o ponto d'água. Assim que os búfalos foram embora um sable antelope apareceu ali para beber também. Foi bem legal ver esses animais, pois normalmente essas duas espécies são encontradas na banda do Caprivi, mais ao nordeste de Etosha!
De interesse cultural en Damaraland
Pintura da Dama de Branco
No Monte Brandberg existem inúmeras pinturas rupestres feitas pelo povo San há milhares de anos, mas a "White Lady" é a mais famosa delas devido à seu estado quase intacto quando ela foi descoberta pelo explorador alemão Reinhard Maack em 1918 e todo o mistério que envolvia a figura da "White lady". Hoje em dia a pintura continua bastante bem preservada, mas a imagem da Dama Branca em si foi esvaecendo aos poucos na medida em que os turistas que passavam por ali jogavam água na pintura para que ela aparecesse melhor nas fotografias. Agora há uma barra para protegê-la dos turistas e a visita deve ser feita apenas acompanhada de um guia local que estará à sua disposição na recepção do lugar, perto do estacionamento oficial. A caminhada até a pintura é de mais ou menos 45 minutos e é preciso pagar para fazer a caminhada. Não é muito distante, mas tente ir bastante cedo pois o calor durante o dia pode ser estarrecedor. Leve bastante água também, pois estamos no deserto! A paisagem do massivo do Brandberg é linda! E durante o verão talvez você passe por algumas poças de água dourada que dão ao lugar uma atmosfera ainda mais mágica. No caminho você verá com certeza muitos rock hyrax, mangustos e diversos pássaros. Se tiver sorte (ou azar?) como eu tive, você verá também uma das serpentes mais venenosas, a spitting cobra. A "Dama Branca" fica na estrada de cascalho de Khorixas à Hentie's Bay, perto de Uis.