No o app você vê muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Você curte Ile-de-France?
Compartilhe com todo mundo
Entrar com Google +

O que fazer em Ilha de França

4.190 colaboradores
Abadias em Ile-de-France Aeroportos em Ile-de-France Aldeias em Ile-de-France Áreas de Lazer em Ile-de-France Bairros em Ile-de-France Balneários em Ile-de-France Bares em Ile-de-France Bosques em Ile-de-France Cabarets em Ile-de-France Caminhadas em Ile-de-France Campos de Golf em Ile-de-France Castelos em Ile-de-France Catedrais em Ile-de-France Cemitérios em Ile-de-France Centros Comerciais em Ile-de-France Cidades em Ile-de-France Cinemas em Ile-de-France Concertos em Ile-de-France De interesse cultural em Ile-de-France De interesse desportivo em Ile-de-France De interesse turístico em Ile-de-France Discotecas em Ile-de-France Espectáculos em Ile-de-France Estações de Autocarros em Ile-de-France Estações de Comboio em Ile-de-France Estádios em Ile-de-France Estátuas em Ile-de-France Exposições em Ile-de-France Feiras em Ile-de-France Festas em Ile-de-France Igrejas em Ile-de-France Ilhas em Ile-de-France Informação Turística em Ile-de-France Jardins em Ile-de-France Lagos em Ile-de-France Lojas em Ile-de-France Mercados em Ile-de-France Miradores em Ile-de-France Monumentos Históricos em Ile-de-France Municípios em Ile-de-France Museus em Ile-de-France Palácios em Ile-de-France Parques Temáticos em Ile-de-France Parques de Diversão em Ile-de-France Polidesportivos em Ile-de-France Pontes em Ile-de-France Portos em Ile-de-France Praças em Ile-de-France Reservas Naturais em Ile-de-France Rios em Ile-de-France Ruas em Ile-de-France Salas de Concertos em Ile-de-France Sítios insólitos em Ile-de-France Spa em Ile-de-France Teatros em Ile-de-France Templos em Ile-de-France Universidades em Ile-de-France Zonas de Compras em Ile-de-France Zoos em Ile-de-France

1.746 lugares que ver em Ile-de-France

Monumentos Históricos en Paris
Torre Eiffel
(644)
A primeira vez que subi à Torre Eiffel, pois claro, a primeira vez que visitava Paris, fi-lo com uma câmara analógica. Naqueles tempos as fotos não se tiram sem mais nem menos, porque cada clique custava dinheiro e ocupava espaço no álbum. Por tudo isso, para poupar a carteira e o espaço, as fotos que se tiravam deviam ter um mínimo de sentido e qualidade. Assim, imortalizava-mo-nos em fila indiana, para deixar uma nota suficiente, apesar da chuva e da névoa, que tínhamos estado ali. Há desalmados que imortalizam a sua visita ao alto da torre com pinturas ou outras coisas giras para decorar a casa, mas enfim. Assim, timidamente, deixamos um testemunho em papel da nossa visita académica à cidade da luz. Posteriormente apareceram as câmaras digitais, e na última visita fartei-me de tirar fotos. Porque Paris, os telhados de Paris, merecem um canto. E vinte. Esses telhados azulados, o rio no meio de tudo e a visita guiada de Mountparnasse a ponto de estragar a panrâmica. E olhes para onde olhes, há beleza. Alguém imagina uma maneira melhor de combinar o novo com o antigo? Passem por lá e vejam. Paris desde o céu não é Paris. É um sonho.
Museus en Paris
Museu do Louvre
(366)
Só estive três dias em Paris, mas tinha a ideia bem clara que queria ir ao Louvre, mesmo que fosse só por uma manhã. Por isso não o pude ver com muita atenção, nem estar muito tempo em cada sala. O Egipto foi uma das zonas que mais me impressionou, o que não foi uma surpresa, porque a arte egípcia sempre me chamou muito a atenção.
Catedrais en Paris
Catedral de Notre Dame
(321)
A Catedral de Notre Dame (ou, simplesmente Notre Dame) é a catedral da arquidiocese de Paris. A Lei de 1905 sobre a separação entre Estado e Igreja estabelece que a catedral é propriedade do Estado francês, como as demais catedrais construídas pelo Reino da França. O uso, porém, é da Igreja Católica. Notre Dame é uma das construções góticas mais célebres do mundo e uma das atrações mais visitadas de Paris. A construção inicou-se em 1163, durante o reinado de Luis VII, por vontade do bispo Maurice de Sully. Para permitir a sua construção, o bispo mandou abater a antiga igreja de Santo Estevão que existia no local, fundada em 528. Diz a lenda que o bispo teria tido uma visão e que teria desenhado um esboço do que viria a ser a nova catedral na poeira de uma parede externa da igreja pré-existente. O local já teria abrigado um templo dedicado a Júpiter.
Monumentos Históricos en Paris
Arco do Triunfo
(263)
Tem girador mais bonito que esse? O Arco do Triunfo é um dos pontos turísticos mais famosos de Paris, e do mundo. Está no final ou no começo (dependendo da perspectiva) da avenida de compras mais famosa do mundo a Champs Elysees. É o protagonista de um grande girador, da praça Charles de Gaulle. O Arco do Triunfo foi uma homenagem às vitorias de Napoleão Bonaparte. Quando visitei o Arco do Triunfo, estive apenas na parte debaixo, mas parece que visitantes podem entrar. Enfim, é deslumbrante a arquitetura... um dos pontos turísticos de Paris que ninguém pode perder.
Igrejas en Paris
Basílica de Sacré Coeur
(219)
A Basílica Sagrado Coração, em francês conhecida como Basílica de Sacré-Coeur, é uma das igrejas mais bonitas que visitei na vida. Está no alto de um monte em um dos bairros mais emblemáticos de Paris, no Montmartre. O lugar é lindo e cheio de turistas. Foi cenário de algunas cenas do filme Amelie Poulain. Está em um ponto bem inclinado que para quem prefere não se cansar muito recomendo o passeio de teleférico (que te leva até o alto) onde fica a igreja. Sim, porque antes de chegar onde está a basílica é preciso atravessar a Praça Louise Michel. Uma subida incrível que vale muito a pena!
Bairros en Paris
Bairro de Montmartre
(173)
Sem dúvida, Montmartre é um bairro mágico. Basta com que passeiem pelas suas ruas para sentir o ambiente boémio; o espírito dos pintores, escritores, pensadores, músicos e demais intelectuais ainda vive em cada um dos seus cantos. É apaixonante. Em geral, a cidade de Paris é sem dúvida a melhor que vi até ao momento, não só pela sua beleza física, mas também pelas emoções e sentimentos que desperta. Até o cemitério de Père Lechaise, onde jazem os corpos de personalidades como La Fontaine, Delacroix, Molière, Oscar Wilde, Modigliani e os grandes Jim Morrison e Edith Piaf, é digno de visitar e admirar.
Rios en Paris
Rio Sena
(155)
Caminhar à beira do Rio Sena é programa obrigatório em Paris. Mas que tal passear de barco pelo Rio, saboreando um bom jantar, e admirando as famosas luzes da cidade? Muito caro? Que nada. Fazer esse programa é possível sem arrombar o orçamento do viajante no barco Paris en Scene. O pequeno barco sai em diversos horários da Ponte Saint Michel e em 1 hora percorre diversos pontos turísticos à beira do Rio, como a Igreja de Notre Dame, a Torre Eiffel e o Museu D'Orsay. A embarcação tem dois andares; o de baixo, fechado, é todo transparente e abriga o restaurante e mesas para refeições; no convés, acima, há cadeiras para quem quiser ficar ao ar livre. O preço do passeio inclui jantar com prato principal + sobremesa e pacote com ou sem bebida (refrigerante e vinho). Embora simples, a refeição é bem saborosa. Além disso, são vendidos outros itens à parte como chocolates e champagne. O preço é bastante convidativo: 35 euros com bebida ou 29 euros sem bebida. Após o jantar, a dica é subir ao convés e esperar o momento de chegada em frente à Torre, onde o barco faz uma pequena parada para manobra.
Parques Temáticos en Marne-la-Vallée
Disneyland Paris
(130)
Ir à Disneyland Paris é, entrar num mundo mágico, onde sonhos se tornam realidade. Não será bem assim, mas que tem muita magia e fantasia, lá isso tem. Este parque temático é realmente fantástico e leva o nosso imaginário levitar, muito entusiasmo, parecemos umas crianças, penso até que as atracções são mais para adultos do que para as crianças, aliás em muitas atracções do parque as crianças mais pequenas não podem entrar. O fabuloso Space Mountain é o exemplo disso.
Palácios en Paris
Ópera Garnier
(91)
Por fora o edifício é maravilhoso, mas o que impressiona mesmo é dentro. A grande escadaria é impactante. Outros pontos obrigatorios incluem a visita à biblioteca museu, os corredores, o pilão da bruxa, o grande salão, a rotunda da lua e a do sol. Você tem acesso à varanda que dá uma prespectiva completa da praça.
Cabarets en Paris
Moulin Rouge
(117)
"Bom dia, senhor. Viemos para ver o elefante azul. Não, não, nós não queremos pagar a entrada... sim, sabemos que o show é bom, mas só queríamos ver se podemos entrar para ver o elefante azul... só um pouquinho, não vamos incomodar..." Com paciência, o senhor que fica na entrada, que fotografamos de todas as formas possíveis, nos disse que isso é coisa de filme. Mas que sim, há muuuuitos anos havia um elefante azul, mas hoje em dia não há mais. E, claro, não podemos ir mais além, então voltamos. Nem perguntamos de Sadine... todo mundo sabe que ele morreu de tuberculose. E aquele menino, o que aconteceu com ele? "Não há nada mais belo do que amar e ser amado", escreveu aquele escritor boêmio em uma dessas janelas na frente do Moulin Rouge... Pff... a verdade é que é muito mais bonito no filme. Onde isso vai parar! E os quadros de Toulose Lautrec!? Ainda assim, "a maior coisa que você vai aprender é amar e ser amado de volta"... Sim, senhor, isso fica por aqui.
Centros Comerciais en Paris
Galerias Lafayette
(112)
É como o corte inglês, uma dessas lojas que vende de tudo: peles, cosméticos, comida gourmet ou viagens para casais, relógios e jóias, brinquedos e roupa. Durante o Natal converte-se num lugar extremamente bem decorado, que as crianças vão admirar antes de decidirem o que pedir ao Pai Natal. As Galerias Lafayette têm a sua loja mais bem-sucedida e bonita no centro de Paris, na rua Lafayette. A loja de Lille fica na rua de Béthunes, e também é muito ampla e tem uma decoração esplêndida. Fica num centro comercial que tem um Darty, onde se vendem electrodomésticos, uma Grande Recré, que é uma loja de jogos para criança, e uma loja de óptica. Criadas em 1893, as Galeries Lafayette tiveram um êxito incrível ao ponto de ter lojas em Nova Iorque e Berlim. A vantagem de fazer compras neste tipo de lojas é que te deduzem o IVA se não fores residente na União Europeia.
Palácios en Versalhes
Palácio de Versalhes
(70)
O melhor do palácio são os seus jardins. Vale muito a pena perder-se neles ou alugar um barquinho no lago.
Jardins en Paris
Jardins das Tulherias
(85)
É o jardim do Louvre, o jardim que usava a realeza e outros aristócratas que habitaram no palácio. É o jardim mais central do país, perto do rio Senna e no meio do "GRAND AXE", o eixo triunfal que vai desde a "Place de la Concorde" até o "Grand Arche de la Defensé". É bastante pequeno e modesto se o compararmos com outros jardins de castelos e fortalezas francesas.
Museus en Paris
Museu de Orsay
(66)
Localizado numa antiga estação de comboios, este museu contém uma grande colecção de obras pertencentes aos fundos do Louvre. Entre algumas das obras podemos encontrar algumas famosas como Bal au Molin de la Galette, L'Angélus... de numerosos artistas como Van Gogh, Millet, Monet, Manet... Um museu altamente recomendável para os interessados em arte, que complementa a perfeição do Louvre.
Praças en Paris
Praça da Concórdia
(78)
A Praça da Concórdia, está situada no início dos Campos Elísios de Paris. Trata-se da décima maior da França. A cidade de Paris decidiu, no ano 1748, erigir uma estátua equestre de Luis XV para celebrar o restabelecimento do Rei depois de ter padecido de uma doença. Depois de muitos câmbios históricos durante séculos, a praça está, hoje em dia, no centro neurálgico e histórico de Paris. É , se calhar, um dos lugares mais apetecíveis de Paris. É digno de recomendação que passem por esta praça. Não vão ter nemhuma decepção!
Jardins en Paris
Jardim de Luxemburgo
(52)
Mais de 200 mil metros quadrados de ar puro. É o tamanho dos Jardins de Luxemburgo, o maior parque urbano de Paris. Além da enorme área verde, o local tem caminhos especiais para que as pessoas possam passear ou correr, lagos, pomar, restaurante, diversas estátuas decorativas (entre elas uma réplica da Estátua da Liberdade) e o lindo Palácio de Luxemburgo. O local surgiu em 1611 por um capricho de Maria de Médicis, viúva de Henrique IV. Ela decidiu que ia fazer uma réplica do Palácio Pitti, o enorme palácio renascentista da cidade de Florença. Após a construção do edifício ela chamou também especialistas em jardinagem. Hoje, o jardim é responsabilidade do Senado, já que eles usam o Palácio como espaço de trabalho.
Monumentos Históricos en Paris
Palácio dos Inválidos
(58)
Museu das Armas (Les invalides): O local foi um hospital onde se levavam os soldados inválidos pela guerra para tratamento. Hoje tornou-se o museu da guerra, onde podemos encontrar armamentos da era medieval, armamentos de samurais, tanques de guerra, canhões entre diversas outras antigüidades das guerras. Tudo muito interessante, mas o melhor é que nele se encontra a tumba do poderoso Napoleão Bonaparte, o grande imperador da França. A tumba de Napoleão é simplesmente um baú enorme de mármore marrom que está em uma das fotos, este se encontra no centro de um círculo que para olharmos temos que nos curvar a ele, intencionalmente perfeito! No mesmo local temos outras tumbas de soldados desconhecidos e de mais imperadores, não tão importantes assim... um passeio bacana! Um dos lugares mais culturais e mais bonitos para bater umas fotinhas básicas!
Museus en Paris
Centro Georges Pompidou
(56)
As vésperas do início do projeto que tinha como objetivo erguer um museu de arte moderna no centro de Paris, a equipe teve uma ideia: e se a gente fizesse um concurso? O campeão concorreu com outras 680 ideias, mas a dele parece ser mesmo a mais genial. O projeto consistia em fazer um prédio no qual todos os elementos estruturais (como canos e metais) ficassem do lado de fora, deixando mais espaço para a galeria. Assim é o irreverente Centre Pompidou. Sua arquitetura destoa de tudo o que há ao redor, mas encanta. Lá dentro, além de café, cinema e espaços para exposições, está o Museu Nacional de Artes Modernas com uma coleção incrível de quadros, esculturas e instalações diversas. Entre alguns dos artistas que dão as caras por lá temos Le Corbusier, Marcelle Duchamp e Annie Warhol.
Inspire-se com as melhores listas de viajantes experts