No o app você vê muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Você curte Nova Zelândia?
Compartilhe com todo mundo
Entrar com Google +

O que fazer em Nova Zelândia

1.418 colaboradores

591 lugares que ver em Nova Zelândia

Fiordes en Milford Sound
Milford Sound
(11)
Focas em Milford Sound Milford Sound é o mais famoso fiorde da Nova Zelândia e no espaço natural deslumbrante onde a natureza é preservada quase intacta, quase virgem. Andando por Milford Sound num barco até o Mar da Tasmânia pode tirar essas fotos de um grupo de focas que, num cenário maravilhoso, que descansavam preguiçosamente totalmente alheias às câmeras dos turistas.
Lagos en Lake Tekapo
Lago Tekapo
(5)
O lago Tekapo é dos lagos mais bonitos da ilha sul da Nova Zelandia. O lago é conhecido por ser um stop point para Mount Cook e pela cor azul turquesa que têm. A cor que podem ver nas fotografias é criada porque os glaciares à volta do lago esmagam rochas em pó e esse pó desce até ao lago. A combinação do pó com a luz do sol resulta neste efeito e nesta cor.Para alem de caminhadas o pôr do sol aqui é giríssimo e fica cor de rosa! O lago Tekapo tem uma caminhada muito engraçada numa das margens. é o maior trekking da área e dura cerca de 3h30. Não é facílimo e é constituído por uma serie de subidas e descidas em montanhas a pique. A caminhada termina no ponto mais alto Mt John (1043m) onde existe um observatório que em tempos espiou russos e japoneses. Do Mt john até ao lago são 700m de altitude! Ou seja... Do pico vê-se tudo a 360º e fica-se com uma noção de tudo o que rodeia a zona. é um máximo!
Cidades en Queenstown
Queenstown
(7)
Também é o principal centro de esportes de inverno e esportes de aventura do país. Tem uma ótima infra-estrutura. Em Queenstown você pode, além de esquiar, praticar esportes como o bungy, jumping, espeleologia, paraquedismo, asa delta e, especialmente, rafting e trenó aquático. Uma das maiores atrações é a "Gôndola". Trata-se do teleférico mais alto que pode ser encontrado no hemisfério sul, 800 mts. De lá você tem uma vista deslumbrante do Lago Wakatipu. Queenstown é também a porta de entrada para o mais famoso fiorde de Milford Sound e também para o Parque Nacional das Geleiras.
Reservas Naturais en Rotorua
Wai-O-Tapu
(1)
Fomos para Waiotapu, a 25 km de Rotorua (NZ$23 / pessoa, um percurso de 3 km, feito em 2 horas). Onde fizemos uma gincana entre as crateras demoníacas que emanavam vapores e odores de enxofre e outros minerais. As bolhas são formadas devido ao CO2. A água atinge o centro da terra a 230°C e uma vez que sobe à superfície, chega com uma temperatura de 70°C. Destacamos a "piscina de champanhe" e o Lady Knox.
De interesse turístico en Russell
Russell - Bay of Islands
(1)
Russell, a antiga capital da Nova Zelândia, é como eu sempre digo dos lugares neozelandeses, espectacular, única e cheia de cor. Para chegar até lá temos que ir de barco, já que é uma pequena ilha. As paisagens desta zona são das mais bonitas que poderás ver na tua vida, e ainda que pareça repetitivo com os adjectivos que uso acerca deste país, juro-vos que é tudo verdade. As gentes são muito hospitaleiras e como é um sítio remoto e ao qual não chegam muitos turistas, os locais ficam encantados com todo aquele que tenha feito o grande esforço de chegar até lá. Se além disso és de "overseas" - como eles chamam aos europeus, vão-te tratar como se fosses da família. Uma vez ali, passeia e perde-te por onde queiras, já que todos os caminhos te levarão a um lugar simplesmente lindo.
Reservas Naturais en Franz Josef
Glaciar Franz Josef
(8)
Informação mais completa sobre o glaciar, http://en.Wikipedia.Org/wiki/Franz_Josef_Glacier.(Inglês). Franz Josef, Ka Roimata ou Hinehukatere, 12 km de larg, 300 metros acima do nível do. A 19 km do mar da Tasmânia. O Rio Waiho, eleva-se a partir dos fluxos de geleira no mar da Tasmânia. A geleira se move para trás e para frente em ciclos de quatro anos, dependendo da quantidade de neve que cai no campo de neve superiores, pois há anos que podem chegar a 100 e apenas os outros 30. É por seu vizinho do Glaciar Fox eo Perito Moreno, na Argentina, a única geleira no mundo que está em uma floresta tropical, o que dá uma idéia da variedade de climas que existem na Nova Zelândia.
Enseadas en Whitianga
Cathedral Cove Macadamias
(6)
Um passeio Maravilhoso a cerca de 40 minutos no leva à beira do mar, com vistas maravilhosas sobre o Pacífico e as ilhas da península de Coromandel, descendente de uma praia que tem um arco de pedra bem grande que conecta com as duas zonas partes da praia. Na maré alta a passagem é complicada , mas na maré baixa você pode cruzar sem nenhuma dificuldade.
Reservas Naturais en Fox Glacier
Glaciar Fox
(3)
O glaciar Fox é muito engraçado porque toda a área tem imensas atividades e coisas para se fazer. A povoação é mínima, mas é-se muito bem recebido! Aqui a atração principal é o glaciar, pode-se dar uma volta de helicóptero, fazer uma caminhada ou fazer mesmo uma escalada organizada que nos leva ate ás grutas naturais no meio do glaciar. Se não se achar isto muito interessante pode-se dar uma volta pelo lake Matheson ou ir de carro 20 minutos até ao outro lado das montanhas onde se pode fazer uma caminhada de 4 horas até uma colonia de focas!
Reservas Naturais en Motueka
(2)
Lagos en Wanaka
Lake Wanaka
(2)
Eu já consideraria Wanaka uma pequena cidade em vez de vila. Não se sabe ao certo quantas pessoas aqui vivem mas suspeita-se que entre 3000 a 7000 visto haver muitas variações relativamente ás estações do ano. No inverno a cidade vive da neve e de todas as estâncias de sky que há ali à volta, enquanto no verão vive do lago, dos passeios de kayake, das crianças de ferias, do windsurf, etc. O lago é realmente muito bonito e vale a pena passar aqui um dia, estando o tempo bom, e aproveitar para dar um grande mergulho!
Reservas Naturais en Hamilton
Tongariro National Park
(2)
É o mais antigo parque nacional na Nova Zelândia e o quarto mais antigo do mundo, reconhecido pela UNESCO como um dos lugares de Património Mundial de caráter misto, porque mistura cultura, já que é um lugar sagrado para os maoris, e de natureza de origem vulcânica. As três montanhas vulcânica de Ruapehu, Tongariro e Ngauruhoe estão no centro do parque, e podem ser escaladas. A de acesso mais fácil é a de Tongariro, com 2.000 metros.
Caminhadas en Turangi
Tongariro Crossing
(6)
Tongariro Alpine crossing é considerado o melhor local para caminhada com duração de um dia da Nova Zelândia e si a dia ajuda, oferece uma vistas encantadoras dos três vulcões ativos do Parque Nacional Tongarrino - Tongarrino, Ngauruhoe e Ruapehu. Um ônibus leva os visitantes do povoado Turangi até o princípio do sendeiro a 19,5km de comprimento e depois pega todo mundo do outro lado.
Balneários en Rotorua
Whakarewarewa, aldeia termal
(3)
Whakarewarewa é uma das aldeias mais surpreendentes de Nova Zelândia. O seu nome vem da língua dos Maori, os aborígines oriundos da Nova Zelândia. Encontra-se na ilha norte, muito perto da cidade de Rotorua e também do lago Taupo. A maior particularidade desta pequena aldeia maori são as suas águas termais, que fluem naturalmente da terra a ferver. O cheiro da aldeia é muito particular, devido a estas águas e aos seus géiseres. Logo ao entrar na aldeia, a primeira coisa que chma a atenção é o vapor que sai da terra. É uma sensação muito estranha, porque parece que tudo se está a incendiar, mas é apenas o calor que a terra desprende e as águas de Whakarewarewa. Toda a aldeia está decorada com arte maori e todos os seus habitantes são aborígenes. Os guias também são maori, e explicam-te a história dos seus antepassados, e até te mostram como cozinham os alimentos nas águas termais (por exemplo, cozem ovos com milho directamente na água, submergindo-os com um pano). Também te dão a oportunidade de tomares um banho termal ou ver um espectáculo de dança maori.
Jardins en Christchurch
Jardim Botânico de Christchurch
(2)
Um dos mais agradáveis e bonitos ​​jardins botânicos que eu já vi. É realmente um grande parque que é o coração da cidade, atravessado por um rio, com caminhos largos, e várias áreas que possuem coleções de plantas tropicais, desérticas, etc, e áreas abertas como de rosas e outras flores.
Lagos en Queenstown
Lago Wakatipu
(6)
A Nova Zelândia é um país com uma Natureza maravilhosa. Tem todo o género de paisagens: desde selva até géiseres, vulcões, fiordes ou glaciares. Também há vários lagos, tanto na ilha norte (o mais famoso é o Taupo) como na ilha sul. Os lagos da Nova Zelândia são particularmente bonitos porque o país cuida muito do seu meio ambiente e por isso têm pouca poluição. As águas são sempre cristalinas e às vezes parece mentira que possa haver água tão azul e tão limpa. Na verdade, a cor azul destes lagos chama a atenção, e as pessoas deste país asseguram que isso se deve a um tipo de pedra azul que existe nestes lagos, e cujo reflexo se projecta na água. Alguns dos lagos que mais me impressionaram ficavam nos arredores de WANAKA, na ilha sul, onde a paisagem de picos nevados e lagos é incrível.
Praias en Coromandel
Hot water beach
(1)
Está na Península Coromandel e é uma praia bastante bonita, que sobretudo se caracteriza porque está situada em cima de bolas geotérmicas, e coincindindo com as marés, as pessoas cavam buracos na areia que viram spas de água quente.
Cidades en Christchurch
Christchurch
(1)
Esta cidade que é a capital da ilha Sul te um centro muito pequeno mas muito engraçado cheio de gente bem disposta, estátuas originais e espaços simpáticos! A cidade tem um jardim, cafés, uma praça com mercado, uma igreja emblemática, um ribeiro com uma gondola, fontes, edifícios de arquitetura interessante e muitas outras pequenas coisas que dão muita vida a esta pequena cidade!
Museus en Wellington
Museu da Nova Zelândia (Te Papa Tongarewa)
(1)
Um dos melhores museus que eu já vi na minha vida, além do mais é gratuíto, com um conceiot totalmente interativo e multidisciplinar, desde a ciência que explica a origem vulcânica da Nova Zelândia, com a simulação de terremoto incluída, até uma seleção de fauna e flora, terrestre e marina, como a maior lula já encontrada. As seções antropológicas incluem amplas coleções de cultura polinésia e as distintas migrações para a Nova Zelândia. Requerse pelo menos quatro horas para ver o museu em detalhes