No o app você vê muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Você curte Israel?
Compartilhe com todo mundo
Entrar com Google +

O que fazer em Israel

388 colaboradores

169 lugares que ver em Israel

Monumentos Históricos en Jerusalém
Muro das Lamentações
(30)
Um pedaço do muro do segundo templo, que fora destruído pelos romanos. So essa parte do muro ficou de pé e a história diz que Tito o deixou de pé para que os judeus lembrassem da vitória Romana sobre os Judeus. Já os judeus atribuem esse pedaço do muro ainda de pé como o cumprimento da promessa de Deus que deixaria pelo menos um pedaço do muro do templo de pé para que o povo lembrasse da aliança de Deus com eles. Os Judeus creem que este é o lugar mais sagrando da terra a que homens têm acesso. É uma história incrível e estar neste lugar é viajar nela. A fé deste povo é admirável!
Monumentos Históricos en Jerusalém
O Santo Sepulcro
(20)
O peregrino que chega hoje a visitar o Santo Sepulcro fica um pouco descontente (pelo menos eu) ao encontrar um edifício tão sagrado, dentro de muralhas, oprimido num bairro estreito de casas apinhadas e ruelas estreitas, quando vem emocionado a pensar num campo aberto, num monte livre, num lugar limpo, num túmulo silencioso e escavado na rocha; e não menos confuso há-de sentir-se ao entrar na Basílica do Santo Sepulcro e dar-se de caras com a complexidade e conjunção do edifício. Apesar disso, o impacto visual é impressionante, emocional, lógico e visceral, e deixa-te atordoado logo ao entrar e ao parar em frente ao túmulo de Jesus Cristo! Impressionante!!
Balneários en Ein Gedi
Ein Gedi (Mar Morto)
(24)
Há lugares que não são facilmente descritos com palavras. No Mat Morto, pude viver um dos melhores pores-do-sol que já vi. Mergulhar nas suas águas é uma sensação surpreendente e muito recomendável. A sua salinidade especial, que toda a gente conhece, faz com que o ser humano flutue sem nenhum esforço, o que o converte numa sensação única. E para além disso, as suas águas têm propriedades curativas para a pele. De facto, a sensação de nos metermos na água é a de fazê-lo numa espécie de óleo aromático. Estranho e reconfortante. E ao sair, notamos diferença na pele. Como se acabasses de lhe pôr creme. Para dar um mergulho no Mar Morto na zona da Jordânia, com Israel e Palestina do outro lado da margem, podemos fazê-lo num dos acessos dos hotéis resort que cresceram por ali, ou em qualquer outro acesso público. Uma coisa é certa, está tudo muito longe de qualquer cidade. Não podes ir à Jordânia e deixar de experimentar isto. E faço ainda outra recomendação: se estás a pensar num destino que seja tranquilo e descontraido, para desfrutar de um bom hotel, spa, águas medicinais... Este é um lugar mágico.
Monumentos Históricos en Masada
Massada
(11)
Subir de Massada, ao nascer do sol, impressionado, não só pelo silêncio, se não fosse pela mudança de luz e de centenas de pessoas que, como você, suportar o fôlego para a sensação de um lugar cheio de tanta história; história heróica e cruel.A mudança da luz durante todo o dia, está causando cada ponto no horizonte quase mudar de fisionomia. A brisa, hordas de turistas que, em contraste com o calor, eles irão diminuir ao longo da tarde, e seus pontos de vista merecem mais um vagaroso passeio do que uma rápida olhada com pressa para voltar a cair para a costa da Muerto.Al Mar do norte dos limites do vale do Jordão, ao sul, o sal do mar morto, deserto da Judéia e leste oeste das montanhas de Moab e ao mesmo tempovocê explorar os restos que fanáticos e Hasmoneans judeus, romanos, e bizantinos deixaram ao longo da história.Um lugar para pensar para onde pode liderar a luta pela liberdade.
Monumentos Históricos en Jerusalém
A Cúpula da Rocha
(8)
O lugar mais sagrado e delicado da terra. É um local totalmente muçulmano embora judeus e outras pessoas também podem entrar, mas é fácil de encontrar problemas caso não seja discreto. Judeus que vão lá vão com escolta dos soldados de Israel. Existem alguns "policiais/fiscais" muçulmanos que ficam de olho nas vestimentas principalmente feminina (se tiver de legging tem que colocar um lenço, nada de roupas justas!). No dia que fui um rapaz nos insultou, fazendo sugestão de nos cuspir, não podemos fazer nada afinal, ali e o lugar deles. Fora isso, estar no local onde esteve/estaria a arca da aliança do tempo de Salomão é incrível. Sensacional!
Monumentos Históricos en Cafarnaúm
Capernaum
(4)
O Museo di speleologia e carste para. Parolini (Vicenza), fundada em 1994, a pedido da Federação e da cidade de Veneta Espeleológica Valstagna ilustra os objetivos, métodos e resultados científicos obtidos em espeleologia, ambiental subterráneo.En pesquisa científica do museu existem várias áreas de Exposição: geologia, morfologia, história da espeleologia e progressão das técnicas de exploração de cavernas.
Ruas en Jerusalém
(20)
De interesse turístico en Jerusalém
Monte das Oliveiras
(19)
Além de seu Monte histórico/religioso o monte das Oliveiras é uma das melhores vistas de toda a Jerusalém. Para subir o normal e as pessoas usarem um táxi, mas você também pode subir caminhando cerca de 30 minutos do centro da cidade velha de Jerusalém. De um ponto de vista religioso, a partir daí Deus irá redemir aos mortos no final dos tempos, então todos os judeus querem ser enterrado lá em toda a ladeira que está cheio de túmulos.
De interesse cultural en Jerusalém
Via Dolorosa (Way of the Cross)
(15)
O desejo que qualquer peregrino tem de seguir as pegadas de Jesus na Terra Santa, especialmente na sua Paixão desde o Pretório até o Calvário, ficou estampada no exercício da Via Crucis. Esta devoção medieval franciscana está ligada ao hábito dos primeiros cristãos: percorrer os lugares pelos quais Cristo passou com a cruz. Seguir emocionados este itenerário tentando adivinhar o sofrimento de Jesus Cristo, passo a passo, é o objecto piedoso do habitual percurso do fervor penitente. O cenário permanece fiel à primeira geografia do percurso, e não deixa de nos mostrar a carga de verosimilhança que a sua antiguidade lhe confere. É sem dúvida um dos lugares mais emblemáticos e com sentido de fé de toda Jerusalém.
De interesse cultural en Tiberias
Mar da Galileia
(15)
Este maravilhoso lago é formado pelo descida do Rio Jordão e está ladeado a Este pelas Colinas de Golã e a Norte e Oeste pela baixa Galileia. Encontra-se a 212 metros abaixo do nível do Mediterrâneo, e tem 21 Km de comprimento por 12 Km de largura. As suas águas doces, suaves e azuis estão repletas de peixes. Tornaram-no famoso as suas repentinas tormentas e marés altas, mas sobretudo a presença de acontecimentos cristãos e aparições de Jesus Cristo: na multiplicação dos pães e dos peixes, em toda a sua vida pública às margens do lago, nas caminhadas de Cristo sobre as águas, etc. Para os crentes é o símbolo da pureza e da eternidade. Tem à sua volta um sem fim de povoações, cidades e basílicas levantadas em torno da vida pública de Jesus.
De interesse cultural en Jerusalém
A Pedra da Unção
(8)
Ao entrar na Igreja do Santo Sepulcro, irás encontrar a pedra da unção, uma pedra memorial do ritual judaico realizado a Jesus Cristo antes do seu enterro. É, sem dúvida, uma atracção para os turistas e ainda mais para os peregrinos, que fazem as suas orações ajoelhados perante ela. Apesar de toda a Basílica do Santo Sepulcro estar protegida e vigiada ao máximo, esta relíquia está a descoberto e oferece a possibilidade de nos aproximarmos e olharmos mais atentamente.
De interesse cultural en Caesarea
Caesarea Maritima
(2)
Também chamada Cesareia Palestina ou cesariana. Metade do caminho entre Tel Aviv e Haifa, encontramos um site do Antigo, mais tarde ocupada pelos cruzados e que caiu no esquecimento do século XIII. Os arqueólogos em 1950 resgataram do esquecimento para o porto da cidade criada por romano Herodes, com suporte. Construído sobre uma porta Fenícia, deve o seu nome ao Cesar. O Herodes tornou-se o maior porto do meio, dando à cidade as estradas, aquedutos, e tornando-a capital da Judéia. Paulo foi levado prisioneiro na cidade em 58. A cidade era um centro intelectual da época Bizantina. Os cruzados também usado como uma cidade portuária.
De interesse turístico en Mizpe Ramon
Makhtesh Ramon
(1)
A cratera (Mitzpe) Ramon é uma estrutura geológica espetacular do deserto de Negev, em Israel. Ele está localizado no topo do Monte Negev, a aproximadamente 85 km ao sul da cidade de Beer Sheva. Sua superfície não é realmente uma cratera de impacto de um meteoro, mas sim a maior bacia erodida do mundo (40 km de comprimento e de 2 a 10 Km). A única colonização nesta região é a pequena cidade de Mitzpe Ramon ("ponto de observação"), localizada na margem norte da cratera. Se você vem a Eilat terá que ir até a estrada que você vê na imagem para continuar o seu caminho para Beer Sheva, a não ser que você gire em direção a Gaza, o que atualmente é somente para os corajosos. Na base do observatório há banheiros e um bar onde se poder comer um lanche ou um prato não muito elaborado, ou porque não, e com este calor, um bom sorvete.
De interesse turístico en Eilat
Terra Santa
(3)
Independentemente de crenças religiosas, a Terra Santa impressiona qualquer um. A intensidade com que vive lá todos, religião, política... torná-lo um lugar extremamente atraente. Ao contrário do que possa imaginar, viajar para Israel ou Cisjordânia não é perigosa, pelo menos não se forem tomadas as precauções necessárias. Éramos um grupo de garotas, nós alugamos um carro e a viagem passou sem incidentes. Apenas uma nota para os viajantes habituados ao Oriente Médio: em contraste com seus vizinhos, em Israel, os preços são o padrão europeu e ambos Hotéis e alimentos têm um custo semelhante a Espanha.
Falésias en Qiryat Shemona
Rosh Hanikra
(4)
Nos arredores da fronteira, encontramos Rosh Hanikra (o cabo da caverna). É um promontório rochoso sobre o mar, que formaram umas lindas cavernas. As grutas foram consequência de um processo contínuo geológico de milhares de anos. Tudo começou a ocorrer através de uma abertura na rocha. A água da chuva penetrou nas fissuras abertas e formava dentro os túneis e as cavernas marinhas (grutas), que incansavelmente se ampliavam devido à intensidade das ondas batendo na rocha durante as tempestades. As cavernas são uma maravilha natural, fascinantes pelo seu mistério e por sua beleza impressionante em todas as horas do dia e durante todo o ano. Elas são iluminadas, para permitir visitas durante a noite. Além disso, existem os restos de um túnel que foi construído para comunicar os dois países através de trens, Líbano e Israel.
Desertos en Masada
Deserto de Judéia
(8)
O deserto de Judéia tem uma extensão que vai desde Jerusalém até Jericó, Mar Morto, uns 50km de comprimento, e outros tantos de largura, desde Jerusalém, Hebron e Masada. Para além dos seu aspecto árido e solidão inóspita, juntando-se ao seu tom profético (tentações de Jesus Cristo, encontro com o Samaritano...), este é o lugar natural dos beduínos, dedicados à transumância como pastores. Vivem em tendas cobertas por peles ásperas que eles próprios curtem, e vendem jóias, roupas típicas da sua tribo aos turistas que por ali passam de autocarro. É uma típica imagem do deserto, tal e qual sempre o imaginámos.
Reservas Naturais en Eilat
Coral Beach
(4)
Uma das principais atrações de Eilat é o de estar no Mar Vermelho, de modo que os recifes de coral são uma fantástica atração são obrigatórios. Na Reserva Natural de Coral Beach, você tem uma boa maneira de desfrutar deles, porque uma ponte leva-o diretamente até que eles possam fazer snorkel e ver a vida marinha da região. Os equipamentos podem ser alugados na entrada.
Miradores en Tel Aviv
Mirante em Old Jaffa
(8)
Belos atardeceres com Jaffa de fundo É impossível não vê-lo. De uma forma ou de outra acabará no passeio marítimo de Tel Aviv e continuando até o sul chegará a Jaffa. Pouco antes de chegar há um mirante um pouco adentrado no mar, proporcionando uma bela vista tanto do casco histórico de Jaffa como dos arranha-céus de Tel Aviv para o outro lado. Também é um bom ponto (este e todo o passeio marítimo) para ver o pôr do sol sobre o Mediterrâneo.