No o app você vê muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Você curte Egipto?
Compartilhe com todo mundo
Entrar com Google +

O que fazer em Egito

977 colaboradores

362 lugares que ver em Egipto

Ruínas en al-Jizah
Pirâmides de Gizé
(37)
Nós conseguimos entrar na pirâmide de Keops. O pobre homem que ia mesmo à minha frente deu uma cabeçada no tecto e começou a sangrar... Não imaginam a aflição que se passa nesse corredor estreito cheio de gente! Entre o calor que fazia e o homem à minha frente, que tentava voltar para a saída, esta visita foi um caos completo!
Ruínas en Abu Simbel
Templos de Abu Simbel
(22)
Um dos lugares de visita obrigatória no Egipto é sem dúvida Abu Simel, um extraordinário e gigantesco complexo monumental situado na zona sul do Egipto, a aproximadamente 300km da cidade de Assuán. Abu Simbel faz parte do museu ao ar livre de Nubia e Assuán e, devido à sua beleza e à sua magnífica conservação, foi declarado em 1979 Património da Humanidade pela UNESCO. Abu Simbel é constituído por dois extraordinários templos escavados na própria rocha, mandados construir por Ramsés II no ano de 1284 a.C., com o objectivo de impressionar os vizinhos do sul e reforçar a influência da religião egípcia na região. O nome de Abu Simbel significa "montanha pura" e deve-se ao facto de ter sido construído na própria pedra. Actualmente estes dois monumentos não se encontram exactamente no local onde foram construídos, mas sim perto desse local, uma vez que tiveram que ser deslocados quando foi criada a barragem de Assuán, para evitar que o seu desaparecimento ou deterioração. Este movimento representou um grande investimento mas valeu a pena, já que estamos a falar de um dos monumentos mais bem conservados de todo o Egipto. Abu Simbel tem umas dimensões tão colossais que se pode contemplar desde a outra margem do rio Nilo. Cada ano milhares de pessoas visitam este local para contemplar uma das maravilhas do antigo Egipto. As visitas são normalmente realizdas em excursões organizadas. Dos dois templos, o mais bonito e o mais bem conservado é o maior, que está dedicado aos deuses Ra, Ptah e Amón. É composto por uma fachada de 33 metros de altura e tem quatro gigantescas estátuas de aproximadamente 20 metros esculpidas na próprias rocha. O outro templo, está dedicado a Hathor, deusa do amor e da beleza, e a Nefertari. Tambés está construído na própria rocha e tem uma fachada com seis estátuas, quatro de Ramsés II e duas de Nefertari. É um lugar de extraordinária beleza que vale a pena visitar.
Estátuas en al-Jizah
Esfinge de Guizé
(21)
É todo um clássico se se visita o Cairo, mas decepciona um pouco. Temos uma imagem bastante boa da esfinge de Guizé nas nossas cabeças, porque a vemos nos livros de História em melhor estado. No entanto, a realidade é que a cara está praticamente desfigurada (não só o nariz, como dizem os livros) e as patas de leão (a esfinge é composta por uma cara humana e um corpo de leão) estão tão restauradas que o contraste chega a ser estridente... De qualquer forma, não deixa de ser uma visita mais que obrigatória junto às famosas pirâmides de Guizé.
Mesquitas en Cairo
Mesquita de Mohamed Ali
(19)
Esta mesquita levou 18 anos a ser construída, e o alabastro que se utilizou era de Carrera, em Itália. O relógio que está no pátio foi um presente de Luís Filipe em 1846. É uma mesquita lindíssima e no seu exterior temos uma vista fantástica sobre o Cairo. O facto de haver dois púlpitos deve-se a que primeiro foi feito um, e depois a mesquita foi ampliada, e por isso tiveram de fazer um maior.
Monumentos Históricos en Luxor
Templo de Luxor
(16)
O templo de Luxor é outra das grandes jóias da história do Antigo Egipto. Situado à margem do Nilo, conectava com o templo de Karnak pela parte oriental. Foi construído em duas fases por dois faraós diferentes (Ramsés e Tutankamón) e também é conhecido porque tinha na entrada dois obeliscos gémeos dos quais só mantém um: o outro está na Praça da Concórdia em Paris, já que foi oferecido pelo Egipto à França. O seu interior também é fascinante, incluindo inclusivamente uma mesquita árabe, que foi surpreendentemente construída nas próprias ruínas do templo.
Ruínas en Luxor
Templo de Karnak
(21)
O templo de Karnak é o maior de todo o Egito. É absolutamente incrível, e isso porque não foi concluído. Hoje em dia existem ainda existem alguns restos bem preservados: o pilão, vários obeliscos, a enorme sala com mais de 100 colunas e até mesmo o popular escaravelho que, segundo a lenda, você deve dar algumas voltar nele para trazer boa sorte. É incrível passear pelas ruínas entre muitas pessoas, é alucinante pensar como seria em pleno esplendor. Também se conectava ao Templo de Luxor por uma caminhada de três quilômetros, o que tornou essa área (antiga Tebas, capital do Alto Egito) em um marco importante na história do antigo Egito.
Rios en an-Nasir
Rio Nilo
(15)
Quase todos os programas de férias que te levam ao Egipto incluem um cruzeiro pelo Nilo. A minha impressão foi de decepção. Contudo é verdade que já sou uma pessoa muito viajada e bastante exigente no sentido de que gosto de ir por minha conta e onde quero. E isso, para mim, é a desvantagem que tem este tipo de cruzeiros. Algo que, ao mesmo tempo, pode ser o mais positivo para alguém que prefere ter já tudo organizado e incluído. O melhor é sem dúvida, algumas das vistas que se podem ter ao navegar por este rio com tanta história, e claro, o pôr-do-sol.
Fortalezas en Cairo
Cidadela do Cairo
(23)
CIUDADELA DE SALAH AL-DIN Por 50 libras egípcias (cerca de € 5,50), você pode desfrutar das melhores vistas do Cairo. Além do seu edifício mias emblemático, a Mesquita de Mohamed Ali, este recinto amuralhado tem quatro museus: o Museu da Polícia, o Museu da História Militar, o Palácio do Gawhara (agora sendo restaurado) e o Museu dos Carros.
Ruínas en Assuão
Temple of Edfu
Na época cristã este templo foi utilizado como refugio pelos cristãos onde queimavam azeites, faziam fogueiras etc. ...Por isso o tecto está todo cheio de vestígios de fumo. Na época faraónica este templo estava totalmente pintado de cores e os tectos azuis e com estrelas. Havia uma sala que permanecia fechada durante todo o ano e só se abria uma vez, nela estava a barca de Horus e saia uma vez por ano para ir ao templo da sua mulher Hathor que estava a 120 km de distância.
Ruínas en Kawm Umbu
Temple of Kom Ombo
(11)
O Templo de Kom-Ombbo está localizado na cidade de Kom-Ombo, junto ao Rio Nilo. É o único templo dedicado a 2 Deuses. De um lado o Templo é dedicado ao Deus crocodilo Sobek, Deus da fertilidade e criador do mundo. Do outro lado é dedicado ao Deus falcão Hórus, que representa o Sol e a Lua. No exterior do Templo foi construído um Nilómetro. O Nilómetro é um poço onde é possível controlar e medir a subida das águas do Nilo e saber qual a quantidade de água naquele ano.
Monumentos Históricos en Deir el-Bahari
Temple of Queen Hatshepsut, Deir el Bahari.
(6)
Situado a 10 minutos da auto-estrada do Vale dos Reis, trata-se de um dos poucos templos dedicados a uma mulher e é dedicado à única faraó mulher, Hatsetsup, que governou o Egipto durante 26 anos e que se fazia representar muitas vezes como um homem. O templo é surpreendente, fica junto a uma montanha e as pinturas que se podem observar no piso inferior, ao lado direito das escadas, quando se sobe, são espectaculares.
Rios en Assuão
Felucca ride
(8)
A Felucca é um tradicional barco à vela, em madeira usado no Egipto, Sudão, Iraque e Sicília. No Egipto é muito usado em Assuão e Luxor, principalmente por turistas. Por não ter motor, o passeio torna-se mais agradável e silencioso. A tripulação leva instrumentos musicais o que torna o passeio ainda mais divertido.
Mercados en Cairo
Khan el Khalili
(16)
O bazar Khan o Khalili é a jóia dos mercados. Aqui é possível encontrar tudo o que é preciso para levar como recordação para casa. Os vendedores são autênticos especialistas em vender qualquer artigo, com simpatia e bom humor. É um lugar único, onde cada pessoa deve perder-se para poder viver e sentir tudo o que tem esta cidade e na qual qualquer pessoa possa desfrutar da diversidade dos seus cidadãos, que são muito amáveis e abertos para com os seus visitantes.
Ruínas en Assuão
Templo de Filas
(3)
Não é o templo maior nem mais famoso, mas chegar até ele por água é muito diferente e a sua aparição torna-se espectacular. É um templo dedicado à deusa Ísis e está muito bem conservado. A sua visita é imprescindível, é uma das minhas melhores recordações desse grande país com um passado glorioso.
Monumentos Históricos en Cairo
Pirâmide de Miquerinos
(1)
A menor das três pirâmides do Egito é a mais distante de todas e é um pouco mais escura. Mas é claro que mantém a sua imensidão. E, além disso, dela você consegue ter uma boa visão das outras duas. E especialmente você pode ver Quéops e Quéfren com o fundo habitual de fotos clássicas: a cidade do Cairo.
De interesse cultural en Luxor
Colossos de Mêmnon
(4)
Os Colossos de Mémnon são duas estátuas gigantes de Amenhotep III sentado no trono e já sem rosto. O tamanho torna-se mais impressionante porque estão sozinhas, no meio do deserto. São os primeiros monumentos que se vêem ao chegarmos à margem Oeste do Nilo, em Luxor.
Monumentos Históricos en al-Jizah
Pirâmide de Saqqara
(6)
A pirâmide de Sakkara foi a primeira das construções de pirâmides do antigo Egipto. Foi construída por Imothep, que, posteriormente, serie convertido em deus pelo seu espectacular trabalho na construção. De facto, esta pirâmide e os seus cálculos matemáticos foram utilizados para a construção das posteriores pirâmides perfeitas.
De interesse cultural en Abu Simbel
Nubian Village
(8)
Trata-se de uma visita muito interessante se vais ao Egipto e fazes o cruzeiro pelo Nilo. Os nubios são um povo de origem pré-histórica, que habitou vastas zonas do Egipto. A cidade de Nubia dá origem ao nome da povoação, e este povo detinha importantes rotas de comércio quando este começou. Actualmente conserva as suas tradições e as suas formas de vida. O povo nubio tem uns rasgos fisionómicos que os distinguem do resto dos egípcios: têm um tom de pele mais escuro que estes, os seus lábios são mais finos e os seus olhos azulados. São muito hospitaleiros e é toda uma experiência beber chá nas suas casas sem tecto...