No o app você vê muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Você curte Shangri-La?
Compartilhe com todo mundo
Entrar com Google +

O que fazer em Shangri-La

91 colaboradores

35 lugares que ver em Shangri-La

Reservas Naturais en Shangri-La
Meilli Xue Shan Reserve
Dia completo Deqin está situado no oeste da província de Yunnan, entre picos nevados íngremes, esta cidade é um dos últimos redutos antes do Tibete. Pertence à Prefeitura Autônoma Tibetana, 80% da população do distrito é tibetana, embora existam dezenas de outras minorias étnicas. É uma área de fronteira, a leste está Sichuan, a oeste Tibete, e a sudoeste da Birmânia. Deqin está cerca de 187 km a nordeste de Zhongdian. Cerca de 15 km de Dequin, o melhor lugar para ver o amanhecer das montanhas de Meili Xue, com o majestoso pico mais alto de Kawa Karpo (6.740m.). No mundo tibetano, acredita-se que as três peregrinações mais importantes a serem feitas são, o Monte Kailash, que representa o corpo de Buda, o Monte Tsari representando o discurso de Buda e o Monte Kawa Karpo representando a emanação da mente de Buda. De modo que o Monte Kawa Karpo atrai muitos peregrinos de todas as regiões tibetanas. Depois de jantar no meu canto favorito da cidade, combino com o atendimento da pensão um táxi para visitar antes do amanhecer as montanhas Meili. Vou dormir feliz e animada pelas perspectivas do grande espetáculo do nascer do sol ao longo dos treze picos das montanhas, certamente será um espetáculo inesquecível. Eu acordei muito cedo e me preparei para o longo dia, como sempre expectante para ver se o motorista vai aparecer ... e na hora combinada. Sim, sorte! Pontual!. Fomos por uma estrada estreita, beirando os penhascos da montanha à toooda velocidade. Eu não gosto de correr, mas para chegar antes do amanhecer, eu não disse nada, felizmente a escuridão me ampara. Chegamos na hora certa, tem poucas pessoas, alguns turistas de Pequim fizeram fogueiras para se aquecer. Depois de alguns minutos, o show começa, gradualmente, os primeiros raios de sol pousam sobre o cume das montanhas, com um vermelho intenso, primeiro uma, gradualmente a segunda, até tingir toda a cordilheira, o Kawa Karpo com a sua geleira ... é inexplicável, você tem que ver, tanta beleza, todo o esplendor que a natureza pode oferecer. Dá-me arrepios, eu não posso acreditar. Aos poucos, a cor avermelhada se torna cálidos tons dourados, todos em êxtase, nem sei o que dizer, assistimos a grandeza e o poder deste planeta. Nos esquentamos com um bom chai (chá com leite) e segui o meu caminho para a geleira Mingyong. A subida é difícil e íngreme. Você encontra peregrinos no caminho que te cumprimentam com sinceridade e bondade. Quando você chegar ao topo, pode ver a geleira bem de perto, você pode tocá-la, é maravilhoso. Rodeada por uma paisagem verde e montanhosa. A atmosfera que se respira é mística e de respeito. O corpo se enche de uma harmonia e paz natural, inalando ar profundamente para levá-lo com você para sempre. Volto para Deqin e me sinto como o gato de botas, deixo as minhas coisas e vou jantar no meu lugar favorito. Me sento, já me conhecem, e repito o prato que me prepararem no dia anterior que estava delicioso. Neste momento entra um grupo de seis ou sete mulheres para jantar. Estão felizes e não param de conversar, eu olho e o grupo está formado por vários grupos étnicos, tibetanas, Naxi, Bai, e Dai. Rapidamente vão entrando em sintonia com minichupitos de licor, e insistem que eu me junte a eles. Como posso recusar! Resumindo, a moça tibetana fala um pouco de Inglês e começamos a conversar e a beber, vou um momento à pensão para pegar a minha polaroid, e fazemos um monte de fotos, se forma um alvoroço, o bar já está cheio e o ambiente é alegre. De acordo a tradição delas, existe o hábito de cantar, então uma a uma fica de pé e me dedicam uma música, cada uma da sua terra, e me traduzem o significado de cada uma, a mioria de amor e ódio, como não! Que final de dia, que presente. Mas, oh! Chega o momento que eu tenho que cantar , ah não! Eu sou muito tímida, e o bar inteiro volta sua atenção para mim e ficam em silêncio, vamos, vamos, pensa em uma música! E de repente, eu me pego cantando uma habanera "La Gavina voladora" (A gaivota voadora) e lhes digo que a música é sobre a minha terra, no Mediterrâneo, e também de amores. Estamos tão bem que decidimos ir dançar em um lugar tradicional não para estrangeiros, mas elas conseguem que me deixem entrar, e que privilégio, que lugar, decorado e com pinturas murais, como o interior de um templo tibetano com muitas pessoas, apenas refrigerantes são servidos, tem gente que usa trajes tradicionais, e começam a dançar em um círculo, todos misturados com seus trajes diferentes, com mangas longas ou ao estilo apsara, com boinas ... todos dançando em círculos, passos rítmicos, suaves, inocentes .... e eu me junto a eles. http://www.youtube.com/watch?v=OEo_rKeouvU&feature=related
Monumentos Históricos en Shangri-La
(1)
Lagos en Shangri-La
(1)
Templos en Shangri-La
(1)
Museus en Shangri-La
(1)
Monumentos Históricos en Shangri-La
(1)
Monumentos Históricos en Shangri-La
(1)
Museus en Shangri-La
(1)
Cidades en Shangri-La
(1)
Templos en Shangri-La
(1)
Praças en Shangri-La
(1)
De interesse cultural en Shangri-La
(1)
Templos en Shangri-La
(1)
Aldeias en Shangri-La
(1)
Aldeias en Shangri-La
(1)
Praças en Shangri-La
(1)
Estações de Autocarros en Shangri-La
(1)
Monumentos Históricos en Shangri-La
(1)
Inspire-se com as melhores listas da comunidade
Destinos próximos mais populares