No o app você vê muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Você curte Camboja?
Compartilhe com todo mundo
Entrar com Google +

O que fazer em Camboja

520 colaboradores
Os mais visitados em Camboja
Templos en Siem Reap
Angkor Wat
(52)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Ta Prohm
(27)
Ruínas en Siem Reap
Templo Bayon
(15)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Angkor Thom
(7)
Museus en Phnom Penh
Museu do Genocídio Tuol Sleng
(6)
Feiras en Siem Reap
Mercado Phasar Chas
(5)
Palácios en Siem Reap
Templo de Baphuon
(3)
Palácios en Phnom Penh
Phnom Penh Royal Palace
(3)
Templos en Siem Reap
Preah Khan
(6)
Lagos en Bat Dâmbâng
Tonle Sap Lake
(3)
Monumentos Históricos en Siem Reap
(6)
Monumentos Históricos en Phnom Penh
Choeung Ek Extermination Fields
(7)
Feiras en Phnom Penh
(3)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Terraço dos Elefantes
(2)
Aldeias en Siem Reap
Vila Flutuante no Lago Tonlé Sap
(1)
Monumentos Históricos en Siem Reap
(3)
Reservas Naturais en Chong Khneas
Kompong Pluk Floating Village
(5)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Templo Neak Pean
(6)
Templos en Siem Reap
Angkor Wat
(52)
Templos en Siem Reap
Preah Khan
(6)
Templos en Phnom Penh
Wat Phnom
(2)
Templos en Siem Reap
(5)
Templos en Siem Reap
(1)
Templos en Siem Reap
Ta Som
(1)
Templos en Siem Reap
(1)
Templos en Siem Reap
(2)
Templos en Siem Reap
(1)
Templos en Siem Reap
(1)
Templos en Siem Reap
(1)
Templos en Phnom Penh
Templos en Siem Reap
Templos en Siem Reap
(1)
Templos en Siem Reap
(1)
Templos en Siem Reap
Templos en Siem Reap
(4)
Templos en Siem Reap
Templos en Kâmpôt
(1)
Templos en Siem Reap
Monumentos Históricos en Siem Reap
Ta Prohm
(27)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Angkor Thom
(7)
Monumentos Históricos en Siem Reap
(6)
Monumentos Históricos en Phnom Penh
Choeung Ek Extermination Fields
(7)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Terraço dos Elefantes
(2)
Monumentos Históricos en Siem Reap
(3)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Templo Neak Pean
(6)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Ta Keo
(2)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Banteay Samré
Monumentos Históricos en Phnom Penh
Monumento a Independencia de PhnPom Penh
(1)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Monumentos Históricos en Phnom Penh
(2)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Prasat Sour Prat
Monumentos Históricos en Siem Reap
Prasat Kravan
(2)
Monumentos Históricos en Siem Reap
(2)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Bakong
Monumentos Históricos en Siem Reap
(3)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Roulos
(5)
Monumentos Históricos en Siem Reap
(3)
Monumentos Históricos en Siem Reap
(1)
Praias en Sihanoukville
Serendipity Beach
(1)
Praias en Sihanoukville
Sunset in Shoka
Praias en Sihanoukville
Ochheuteal Beach
(1)
Praias en Sihanoukville
Shoka Beach
(1)
Praias en Sihanoukville
Sihanoukville
(1)
Praias en Sihanoukville
(3)
Praias en Koh Rong
(4)
Praias en Sihanoukville
Museus en Phnom Penh
Museu do Genocídio Tuol Sleng
(6)
Museus en Siem Reap
(2)
Museus en Phnom Penh
Museu Nacional do Camboja
Museus en Siem Reap
(2)
Museus en Siem Reap
Museus en Krong Siem Reap

200 lugares que ver em Camboja

Templos en Siem Reap
Angkor Wat
(52)
Angkor situa-se perto da actual cidade de Siem Reap, província de Siem Reap, no reino de Camboja. É uma antiga cidade que teve grande importância para o império Khmer durante os séculos IX e XV e é considerada Património da Humanidade pela UNESCO. O nome deste lugar tem várias origens. Por um lado está a palavra Angkor que vem do sânscrito e que significa cidade, e as palavras "thom" y "wat" que vêm do actual idioma khmer, e que significam grande e templo, respectivamente. Então, Angkor Thom, pode ser entendido como a grande cidade , e Angkor Wat como a cidade do templo. Um dos pontos mais interessantes deste lugar é o templo de Angkor Wat, que foi dedicado ao deus hindu Vishnu e que se encontra em boas condições devido ao facto de ter vindo a ser cuidado, durante séculos, por monges budistas. A organização deste lugar tem como inspiração a origem simbólica do Monte Meru, que é considerado o lar dos deuses e o centro do universo hindu. A área é composta por vários locais arqueológicos de grande importância, de entre os quais se encontram: Angkor Thom, Bayón, o Terraço dos Elefantes, Angkor Wat, Baksei Chamkrong, Banteay Kdei, Banteay Samre, Baphuon, Chau Say Tevona, Krol Ko e uma dezena de outros mais, sendo por isso que a visita a este local monumental é longa mas gratificante.
Monumentos Históricos en Siem Reap
Ta Prohm
(27)
Eu visitei alguns lugares do mundo tão mágicos e perturbadores como Ta Prohm.Desde que te aproximas ja notas como uma atmosfera diferente, e realmente entrar no que parece ser um reino inexplorado e oculto. Por alguns minutos, parece que você pode recuperar a atmosfera eo espírito dos exploradores de idade, e se você tiver sorte, como eu, ir fora de temporada, a experiência é sublime. Idealmente localizado em cada um dos cantos e desfrutar do silêncio e deixou que seus olhos se enchem de que a união ea aliança entre a natureza do homem e da arquitetura. Observe como cada tijolo e cada pedra no lugar, tem-se mantido em pé por graça e favor da natureza invasiva, ou melhor, por re-conquistar a natureza, o que acaba sempre tenta reivindicar a sua própria. O templo, que se traduz como Templo Vovó, como nosso guia. Ele era um templo poderoso, porque ele tinha tres mil cento e quarenta pessoas. A idéia da enormidade, é dado pelos números absolutos: 79.365 pessoas foram necessárias para manter o templo, incluindo 18 padres, dois mil setecentos e quarenta funcionários, dois mil duzentos e dois assistentes e seiscentos e quinze bailarinos. Entre as propriedades curiosas do templo eram quinhentos quilos de ouro em forma de placas, trinta e cinco diamantes, quatro mil seiscentos e vinte pérolas, quatro mil quinhentos e quarenta pedras preciosas, quinhentos e doze camas de seda e quinhentos e vinte e tres chapéus de sol. Pelo menos para um lugar tão magnífico.
Ruínas en Siem Reap
Templo Bayon
(15)
O Bayon é o templo mais emblemático de Angkor en Siem Rap, Camboja. É aquele que tem as caras simpáticas a sorrir para os visitantes. Desde a porta de Angkor Thom há uma estrada de um quilómetro e meio que nos deixa em Bayon. Para visitar o parque é necessário comprar um pass de 1, 3 ou 7 dias por 20, 40 ou 60 dólares, respectivamente. Eu não sou muito do género de passar um dia inteiro a ver ruínas mas, aqui, um dia é muito pouco...por isso optei pelo pass de 3 dias para poder ver ao meu ritmo, ir almoçar ao centro, visitar um dia de manhã bem cedo, outro pela tarde...A zona arqueológica não é delimitada por ser demasiado grande para isso mas, em cada uma das entradas principais controlam os bilhetes, e às vezes dentro também. Há lugares para comer e vendedores de água e está a cerca de 5 ou 6 quilómetros do centro. Eu ia de bicicleta para poder ir ao meu ritmo, alugam-se por dia e são super baratas. As 4 caras do Bayon olham para os 4 pontos cardeais e a torre central tem a figura do buda rei que foi encontrado durante a expedição. A sobrevivência de Angkor ao regime dos Khmeres vermelhos foi pura sorte já que queriam destruir todo o passado de Camboja. Agora o dinheiro das visitas contribui para a restauração do espaço.
Monumentos Históricos en Siem Reap
Angkor Thom
(7)
Angkor Thom era a cidade real construída pelo rei budista jémer Jayavarman VII, no século XII. O seu nome significa “a grande cidade”. Tem uma forma quadrada, de nove Kms quadrados, que podes recorrer a pé, mas com o calor e as distâncias que já recorres ao visitar os templos, pode ser muito. O mais conveniente se vais sozinho é alugar uma bicicleta por dia, custa uns 2 euros como muito, e estarás completamente livre. Se vais em grupo podes alugar um "tuc tuc" com um motorista que vos levará onde quiserem - é um pouco mais caro, mas evita que andes à procura de um "tuc tuc" cada vez que queiras mudar de templo. A cidade tem quatro portas, vinculadas por duas estradas, que se juntam no centro, onde está o templo de Bayon. Este templo é lindo, e aconselho que se façam acompanhar por um guia para saberem um pouco mais sobre a sua história e sobre as lendas que o rodeiam. Cada porta tem uma ponte que passa sobre uma fossa, onde antes havia água, uma protecção mais contra as invasões. No interior do recinto também está Angkor Wat, o terraço dos elefantes, e Bang Thom.
Museus en Phnom Penh
Museu do Genocídio Tuol Sleng
(6)
Visitar o museu Tuol Sleing é como um soco no estômago. Principalmente para nós, ocidentais. Como normalmente estudamos muito pouco sobre a história do oriente, ver histórias como a do povo cambojano causa muita tristeza. Primeiro por ser tão pouco divulgada e segundo pela imensa barbárie que aconteceu no local. O museu é em uma antiga escola que foi usada como uma especie de Campo de Concentração durante o regime do Khmer Vermelho. Lá, é possível ver os locais onde aconteciam as torturas aos prisioneiros e as salinhas minúsculas onde ficavam os presos. É possível também ver os instumetos de tortura, algumas roupas de presos e de guardas e fotos daqueles que foram mortos no local. De todas as vitmas do regime que foram presos no local, apenas 7, saíram vivos. Um deles, inclusive, fica pelos arredores da escola vendendo o seu livro sobre a experiência. Para saber mais sobre a historia, em muitas salas quadros informativos e fotografias são dispostos pelas paredes. O local ainda guarda uma atmosfera sombria, mas a visita vale muito a pena para conhecer melhor a história do país.
Feiras en Siem Reap
Mercado Phasar Chas
(5)
Para quem procura uma experiência extremamente típica em Siem Reap e quer ver a realidade dos cambojanos, sugiro uma visita até o Mercado Municipal que fica bem no centro da cidade, perto do Pub Street. É possível comprar temperos, carnes, comidas prontas, frutas, verduras. Embora seja bem diferente dos nossos (muito mais pobres) vale a pena para perceber a realidade do povo local e também apreciar um pouco mais a cultura deles, como o ato de barganhar, por exemplo.
Palácios en Siem Reap
Templo de Baphuon
(3)
Foi construído no século XI, e é um templo com três níveis construído como templo do estado de Udayadityavarman II. Era dedicado a Shiva, o Deus Hindu. Mede 120 metros de leste a oeste por 100 metros de norte a sul. O templo impressionou muito o mensageiro Imperador da China do século XII, Chenzong Yuan. E no século XV tornou-se um templo budista. O templo foi construído em pedra arenosa, e por causa de sua estrutura de grande porte, tiveram problemas de estabilidade ao longo da sua história. A primeira tentativa de restauração começou em 1960, mas foi interrompida pelos Khmer, que perderam alguns documentos de colocação das pedras. Em 1995 começou a segunda tentativa por um grupo de arqueólogos e sob a supervisão dos franceses.
Palácios en Phnom Penh
Phnom Penh Royal Palace
(3)
Junto com o S21 as 2 principais atrações da cidade de Phnom Penh são o Museu Nacional e o Palácio Real, ambos na zona perto do rio, são lugares muito agradáveis ​​para visitar e levará várias horas, se pode visitar no mesmo dia, os preços variam entre os 5 euros para o palácio real
Templos en Siem Reap
Preah Khan
(6)
Preah Khan é um templo budista contruído pelo rei Jayavarman VII no século XII. Está ao Norte da cidade real de Angkor Thom, nas ruínas de Angkor. O tempo é muito cálido, e mais na selva. Portanto é necessário levar repelente para mosquitos e, se for possível, uma camisola de mangas compridas e calças também.
Lagos en Bat Dâmbâng
Tonle Sap Lake
(3)
Chegando em Camboja, o guia nos levou ao lago Tonle Sap, onde vimos os manguezais, crocodilos e as cidades flutuantes dos imigrantes vietnamitas que estão no rio que chegaram desde o delta do Mekong. O caminho prévio ideal para no dia seguinte conhecer os templos de Angkor.
Monumentos Históricos en Siem Reap
(6)
Monumentos Históricos en Phnom Penh
Choeung Ek Extermination Fields
(7)
A aproximadamente 10 Km de Phnom Penh está um dos lugares com a história mais trágica de todo o Sudeste Asiático. Se ainda não tivemos o suficiente com todas as informações e sensações reunidas na prisão de Tuol Sleng, podemos seguir o "caminho da tortura" (eu decidi chamá-lo assim), até esse Memorial do Genocídio que sofreu o país durante a guerra civil. São os campos de extermínio, onde o regime do Khmer Vermelho matou centenas de milhares de pessoas. É uma grande área que abriga 120 valas comuns (das quais 43 nunca foram abertas). No mesmo centro construíram um edifício de vidro, que serve como um memorial para as cerca de 17 mil pessoas que morreram lá entre 1975 e 1978, no qual estão armazenados, além de muito respeito e asolidariedade para com as famílias, mais de 8000 crânios que foram encontrados durante a escavação realizada em 1980. Alguns deles ainda conservam marcas dos espancamentos e da tortura que sofreram. Há também algumas roupas das vítimas. Outro lugar surprendente e de visita imprescindível na capital do Camboja. Para chegar lá, a maneira mais fácil é negociar o preço com um tuktukero, que irá levá-lo e lhe esperará, para trazê-lo de volta à cidade (cerca de 7 ou 8$, dependendo da negociação). Além disso, os "city tour" incluem essa visita, e existe a possibilidade de alugar uma motinha (8$ / dia) ou uma bicicleta (2$/dia) se tivermos dinheiro e suportamos o calor. No recinto, você pode passear à vontade entre as sepulturas. Alguns têm indicações do número de corpos encontrados nelas e o gênero. Além disso, tem vários painéis informativos sobre o lugar dos caminhões que transportavam os prisioneiros da prisão de Tuol Sleng e do resto do país, o escritório dos executores, os instrumentos utilizados, etc. A entrada custa 2$ Observação: Os preços são de junho de '09
Feiras en Phnom Penh
(3)
Monumentos Históricos en Siem Reap
Terraço dos Elefantes
(2)
BAIXOS RELEVOS Isso é precisamente um terraço de cerca de 300 metros que se estende desde o templo de Baphuon ao terraço do rei leproso. O principal uso do terraço que era o rei, como um palco, poderia seguir as marchas militares de seus generais e soldados depois da vitória em uma batalha. Este terraço tem 3 níveis com alguns baixos-relevos bem preservados. A parte principal é o painel frontal no qual você pode ver as cabeças dos elefantes alardeando em uma flor de lótus. Como disse Miguel Angel, é uma área muito clara e aperta o sol.
Aldeias en Siem Reap
Vila Flutuante no Lago Tonlé Sap
(1)
Ter a oportunidade de desfrutar de uma visita ao lago foi uma experiência muito enriquecedora e inesquecível. Sentir o cheiro intenso da água, os sons das pessoas, ver as cores intensas das lanchas... A vida no lago é muito difícil, principalmente na época das monções. A maioria das pessoas que vivem em casas flutuantes é de origem vietnamita. Vivem da pesca e utilizam a água do lago para o banho, lavar a roupa e beber.
Monumentos Históricos en Siem Reap
(3)
Reservas Naturais en Chong Khneas
Kompong Pluk Floating Village
(5)
Kompong Pluk está a cerca de 2 horas de Siem Reap. Você tem que combinar a viagem por estrada e por barco para chegar a esta vila nas águas do lago Tonle Sap (o maior lago no Sudeste Asiático.) É uma vila encantadora e pitoresca, onde as pessoas são muito simpáticos e sempre cumprimentam você com um sorriso. Eu visitei durante o mês de novembro, quando o lago tem seu nível de água mais alto, porque reflete o transbordamento do rio Mekong. Neste momento de cheia, os pilares de bambu de até 7 metros que estão construídos nas suas casas, são totalmente cobertos pela água, e por esse motivo esse lugar se torna em uma cidade sobre a água, onde todas as atividades realizadas pelos seus habitantes são feitas sobre barcos. Também vale muito a pena visitar a bela floresta de mangue que fica situada bem perto da aldeia.
Monumentos Históricos en Siem Reap
Templo Neak Pean
(6)
Ë um dos templos mais originais de Angkor. É diferente do resto, assim que o meu conselho e deixá-lo para o final. O seu nome quer dizer templo das serpentes entrelaçadas. Está situado no centro de um maravilhoso lago quadrado que está rodeado à sua vez por quatro pequenos estanques. Uma das coisas mais impressionantes são as duas serpentes enormes entrelaçadas que rodeiam o templo.