No o app você vê muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Você curte Cochabamba?
Compartilhe com todo mundo
Entrar com Google +

O que fazer em Cochabamba

59 colaboradores
Monumentos Históricos en Cochabamba
Cristo de la Concordia
(24)
Monumentos Históricos en Cochabamba
Fonte Blanco Galindo
(4)
Monumentos Históricos en Cochabamba
Monumento às Heroínas de Coronilla
(3)
Monumentos Históricos en Cochabamba
Catedral Metropolitana de Cochabamba
(3)
Monumentos Históricos en Cochabamba
Museu Casona Santivañez
(2)

26 lugares que ver em Cochabamba

Monumentos Históricos en Cochabamba
Cristo de la Concordia
(24)
Este Cristo é uma imponente estátua de Jesus Cristo, obra do artista César Terrazas Pardo. Está localizado no Cerro San Pedro a uma altitude de 2840 metros. Tem uma altura de 33,8 metros e pesa 2400 toneladas. Para chegar a parte alta da estátua existe uma escada no seu interior. Uma vez lá em cima, pode ter uma vista panorâmica do Vale de Cochabamba. No Cerro San Pedro pode-se subir a pé, pelas escadas, ou num teleférico.
Mercados en Cochabamba
Mercado La Cancha
(14)
Não dá para dizer com precisão onde começa e termina o Mercado La Cancha, esse que é considerado o maior mercado ao céu aberto da América Latina. Para os amantes – como eu, de mercados e feiras ao ar livre, La Cancha é o paraíso! Aqui é possível encontrar de tudo um pouco por preços baixíssimos. A variedade de produtos vai desde alimentos básicos, carnes, peixes, roupas, artesanato local, folhas de coca, relíquias até eletrônicos... Um mar barracas e vendedores – com seus típicos panos estendidos no chão, fazem da feira um rico aglomerado de cores e cheiros típicos boliviano. La Cancha é cenário ideal para ótimos cliques fotográficos, mas fique atento com sua máquina – cuidado com furtos!, e sempre peça permissão para tirar fotos, já que muitos não gostam. Apesar de funcionar todos os dias da semana, o melhor dia para ir às comprar é aos sábados, pois todas as lojas abrem.
Praças en Cochabamba
Praça 14 de Setembro
(13)
A praça principal de Cochabamba, também chamada de Plaza 14 de Septiembre, é uma mistura saborosa de arquitetura histórica e da vida contemporânea da cidade. Onde os edifícios são coloniais, apoiados por fileiras de arcos, sendo muito bom para caminhar ao redor da praça. No centro da praça, sob as árvores, muitas vezes é onde correm as notícias da cidade, e é um lugar de reunião de eventos e o ponto focal das reivindicações. Há até mesmo recortes de jornais e artigos sobre política e informação em relação a famosa "guerra del agua", que teve lugar na cidade, anos atrás.
Lagos en Cochabamba
Lagoa Angostura
(12)
A Lagoa Angostura trata-se de uma lagoa artificial, que, inicialmente, foi construída para a rega e, actualmente, é um dos mais importantes lugares turísticos de Cochabamba. Nas margens da lagoa, encontram-se vários restaurantes, cuja especialidade é obviamente o peixe. Também existem acolhedoras e cálidas cabanas, que oferecem alojamento e serviços para celebrar ocasiões especiais. Igualmente, podem-se alugar barcos para passear pela lagoa.
Jardins en Cochabamba
Jardim Botânico Martin Cardenas
(12)
É o pulmão da cidade de Cochabamba, onde podemos encontrar uma grande variedade de flores nativas e importadas, não apenas de diferentes partes do país, mas também do exterior. Este jardim é nomeado de Dr. Martín Cardenas, que foi um pesquisador botânico que descobriu e catalogou uma grande variedade de espécies naturais da Bolívia. Ele foi o fundador da Faculdade de Biologia da Universidade Mayor de San Simón, onde foi reitor. O parque é muito agradável e faz uma ruptura com a civilização. É altamente recomendado para visitar.
De interesse cultural en Cochabamba
Incarracay
(2)
É um lugar muito bonito sob montanhas semi tropicais com alta umidade e, especialmente, sem o barulho da cidade. Ai tem florestas de pinheiros, uma bela lagoa e muito espaço para acampamento. É um lugar seguro, fechado. Não existe qualquer perigo já que é fechada e tem vigías em sua entrada.
Falésias en Cochabamba
Feira Internacional de Cochabamba
(5)
Inaugurado no ano de 1980, este festival se destaca por reunir um número incrível de pessoas, onde cada vez mais países da América do Sul, além dos Estados Unidos e até mesmo da Europa, tem participado. Esta feira possui muitas áreas de tranquilidade e vegetação. A Feira Internacional de Cochabamba, na Bolívia (FEICOBOL), ocorre durante os meses de abril e maio de cada ano. É também nesta época que as pequenas e grandes empresas bolivianas e estrangeiras se encontram para girar a grande roda do Comércio Internacional.
Praças en Cochabamba
Praça Colón
(5)
A antiga casa de Ingavi tornou-se o que conhecemos hoje como o Museu del Prado, e fica na Plaza Colón. Foi transformado em um lugar de descanso e com muita vegetação. Anteriormente, neste lugar era possível encontrar um cruzamento onde o bonde passava por entre os arbustos. Hoje em dia, este é um lugar de encontro para os jovens, que costumam se encontrar em muitos dos restaurantes, monumentos ou nos vários centros comerciais próximos do local. Recomendo.
Museus en Cochabamba
Parque Aquático Mariscal de Santa Cruz
(7)
O parque aquático de Santa Cruz, em Cochabamba, foi inaugurado no ano de 1999, tornando-se o maior parque da cidade. É um lugar de encontro e diversão para as crianças e também para os adultos, onde podemos desfrutar em família da piscina, dos ambientes naturais e nos divertir com vários brinquedos aquáticos, como pedalinhos por exemplo. Você também pode desfrutar de uma agradável visita ao museu aquático do Parque. Recomendo a visita.
Monumentos Históricos en Cochabamba
Fonte Blanco Galindo
(4)
No primeiro bloco da Ponte da Avenida Blanco Galindo, encontramos essa fonte que é fruto do trabalho de um arquiteto que queria dar um toque de "agua de los ríos". Se o motivo era muito honroso, o resultado não parece ser à altura das expectativas do projetista, pois simplesmente é um monte de pedras espalhadas quase ao acaso, a partir das quais flui um pequeno fluxo de água. Está muito perto de uma das ruas mais movimentadas e barulhentas da cidade, o que significa que o monumento e seus arredores não são muito calmos.
Festas en Cochabamba
Carnaval de Concordia
(5)
A cultura do Carnaval é muito presente no cotidiano boliviano, mas isso é um eufemismo, a cidade de Cochabamba escapa de tais eventos. Um dos eventos mais notáveis ​​realizados na área é o carnaval dos carnavais de La Concordia, realizado em fevereiro, onde as pessoas se vestem predominantemente de branco, último símbolo da paz entre os homens. Música em abundância, pessoas dançando pelas ruas, aproveitado para se divertir. É um evento que reúne pessoas de Cochabamba, de seus subúrbios e das províncias mais distantes. Um carnaval para você não perder se estiver na Bolívia nesse período.
Monumentos Históricos en Cochabamba
Monumento às Heroínas de Coronilla
(3)
Está localizado na colina de San Sebastian, e esta é uma homenagem ao movimento da independência feminina, criado no dia 27 de maio do ano 1812, e que foi liderado por Manuela Gandarillas, uma velha cega que participou da revolução. Incentivava outras mulheres corajosas, jovens e velhas, e então decidiu dar uma mão para as tropas derrotadas na batalha contra Goyeneche, quando já não havia homens suficientes. Essas mulheres decidiram se armar e lutar pela independência de Cochabamba, esta foi uma das batalhas mais sangrentas da história da Bolívia. Da colina, temos uma bela vista da cidade.
Lagos en Cochabamba
Lagoa Alalay
(4)
Está localizada na zona sul/leste da cidade, este lago artificial funciona como um regulador das águas do Rio Rocha em épocas de cheia. Foi construído no ano de 1930 e seu nome, Alalay, vem do Quechua, e significa frio. Tem uma área de cerca de 240 hectares, e contém 113 espécies de animais selvagens. No centro do local temos uma grande lagoa e uma passagem para veículos chamada "Circuito Bolívia". É aqui que acontecem os festivais nacionais e internacionais, incluindo a FEICOBOL.
Estátuas en Cochabamba
Fonte das Tres Graças
(1)
A fonte das Três Graças está localizada na Praça 14 de Septiembre. A fonte representa três mulheres esculpidas em pedra, onde são reproduzidas músicas, letras e todo um espetáculo de arte. O monumento veio de Paris e foi inaugurado em 16 de julho de 1896, no período republicano médio. Se supõe que essas três criaturas satisfazem os desejos daqueles que jogam uma moeda na fonte. Outra lenda diz que estas estátuas representam as três virtudes necessárias para as mulheres: discrição, generosidade e elegância. O machismo do ideal feminino da Bolívia sendo reconhecido.
Monumentos Históricos en Cochabamba
Catedral Metropolitana de Cochabamba
(3)
Um lugar muito bonito!
Monumentos Históricos en Cochabamba
Museu Casona Santivañez
(2)
O Casarão Santiváñez é de uma arte eclética, com uma verdadeira mistura de estilos diferentes. Isto se deve a sua constante evolução através dos vários proprietários que habitavam o lugar, e é por isso que tem passado de geração em geração. Esta grande casa sempre teve uma grande importância na época colonial e republicana, e continua a ter. A última reforma do lugar foi entre outubro e novembro de 2006.
Festas en Cochabamba
Festa de San Andrés
A cada dia 30 de novembro, acontece um festival na região de La Taquiña em honra a San Andres. A celebração começa no dia 27, e este festival é uma representação de algumas danças que são realizadas principalmente por mulheres. Como muitos festivais na cidade de Cochabamba, este festival combina crenças religiosas com a cultura andina, dando-lhe o papel de abençoar a terra da cidade e, assim, torná-la fértil. Este é, sem dúvida, um dos mais tradicionais festivais que se realizam anualmente.
Festas en Cochabamba
Festival da Virgem Urkupiña
(4)
Todos os anos, lá pelo dia 15 de agosto, é celebrada a festa de Nossa Senhora de Urkupia em uma pequena vila localizada na periferia de Cochabamba. Grupos de dançarinos vêm dos 4 cantos da Bolívia, vestidos com trajes representando o diabo, e que são feitos especialmente para a ocasião. Isso resulta em um grande desfile que dura cerca de 4 dias. No final do desfile, dançarinos e músicos vão à igreja rezar para a Virgem de Urkupia, pedindo um próximo ano sem problemas ou por um milagre na loteria.

O que visitar e o que fazer em Cochabamba



A cidade

boliviana de Cochabamba está dividida em diferentes bairros nos quais alberga

todos os seus encantos. Os bairros de Cochabamba são: o Centro Histórico, onde

existem museus, igrejas, lojas e edifícios importantes; a zona central onde a fica

a Universidade de San Simón e as principais áreas comerciais a visitar em Cochabamba; a zona de Cala

Cala, que é o um dos mais antigos bairros residenciais; a Zona Norte que é a

mais luxuosa e a Zona Sul, um sector caracterizado por ser muito árido.

Relativamente

a coisas para ver em Cochabamba

refere-se a Catedral Metropolitana, a igreja da Companhia de Jesus ou a Coronilla,

uma área histórica onde fica um monumento erguido para comemorar a batalha

pela independência da Bolívia. Quanto aos parques a conhecer em Cochabamba, pode destacar-se o Parque Tunari,

localizado a uma curta distância da cidade e que abriga a lagoa Alalay.

Também

existem inúmeras coisas para fazer em

Cochabamba, nomeadamente tomar o teleférico para ver o Cristo da Concórdia,

ver em primeira mão como se faz o cultivo de banana e laranja ou experimentar

alguns dos seus principais pratos. Alguns dos mais famosos são carne de pombo, o

silpancho que é um prato seco com carne frita acompanhada de ovo frito e salada

ou jaka lawa, milho acompanhado com pedaços de carne fresca e couro de leitão. Procure

o que fazer em Cochabamba hoje e seja

surpreendido!