No o app você vê muito mais, e bem mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Você curte Território do Norte?
Compartilhe com todo mundo
Entrar com Google +

O que fazer em Território do Norte

268 colaboradores
  • Ar livre
    52 lugares
  • Diversão e ócio
    14 lugares
  • Monumentos
    7 lugares
  • Museus
    7 lugares
  • Passeios
    6 lugares
  • Vida noturna
    8 lugares
Os mais visitados em Território do Norte
Reservas Naturais en Yulara
Uluru - A Rocha
(4)
Montanhas en Alice Springs
The Olgas
(2)
Reservas Naturais en Darwin
Kakadu National Park
(9)
Safari en Darwin
Cruzeiro Jumping Crocodile
(2)
Reservas Naturais en Alice Springs
Kings Canyon - Watarrka National Park
(2)
Reservas Naturais en Alice Springs
Parque Nacional Kata Tjuta
(6)
Cidades en Darwin
Darwin
(1)
Sítios arqueológicos en Jabiru
Pinturas aborígenes em Kakadu - Pedra de Nourlangie
(3)
Cidades en Alice Springs
Daly Waters
Reservas Naturais en Darwin
Litchfield National Park
Estradas en Alice Springs
Stuart Highway - A estrada do Red Center
(1)
Praias en Darwin
Mindil Beach
(1)
Sítios insólitos en Yulara
Sobrevoar Uluru de helicóptero
(1)
Safari en Jabiru
Cruzeiro Yellow Water
Caminhadas en Alice Springs
Kings Canyon - The Canyon Walk
Estações de Comboio en Alice Springs
Ghan
Reservas Naturais en Yulara
Uluru - A Rocha
(4)
Reservas Naturais en Darwin
Kakadu National Park
(9)
Reservas Naturais en Alice Springs
Kings Canyon - Watarrka National Park
(2)
Reservas Naturais en Alice Springs
Parque Nacional Kata Tjuta
(6)
Reservas Naturais en Darwin
Litchfield National Park
Reservas Naturais en Darwin
Buley Rockhole
(1)
Reservas Naturais en Darwin
Reserva de Limilngan-Wulna
Reservas Naturais en Darwin
Mary River
Reservas Naturais en Darwin
Indo Pacific Marine
Reservas Naturais en Alice Springs
Reservas Naturais en Jabiru
Ubirr
(1)
Reservas Naturais en Uluru
(1)
Reservas Naturais en Katherine
Reservas Naturais en Howard Springs
Reservas Naturais en Burt Plain
Reservas Naturais en Hermannsburg
Reservas Naturais en Darwin
Reservas Naturais en Darwin
Reservas Naturais en Jabiru
Reservas Naturais en Darwin
Planície de Nardab
Montanhas en Alice Springs
The Olgas
(2)
Montanhas en Alice Springs
Glen Helen Gorge
Montanhas en Alice Springs
(1)
Montanhas en Alice Springs
Montanhas en Alice Springs
Montanhas en Alice Springs
Montanhas en Alice Springs
Cataratas en Darwin
Wangi´s Falls
(1)
Cataratas en Darwin
Florence Falls
(1)
Cataratas en Darwin
Cataratas en Katherine
(1)
Caminhadas en Alice Springs
Kings Canyon - The Canyon Walk
Caminhadas en Yulara
Caminhada na base de Uluru
(1)
Caminhadas en Alice Springs
Kings Canyon - Caminho de Kings Creek
Caminhadas en Alice Springs
(1)
Caminhadas en Alice Springs
Caminhadas en Yulara

128 lugares que ver em Território do Norte

Reservas Naturais en Yulara
Uluru - A Rocha
(4)
Uluru é um dos poucos lugares do mundo que ,simplesmente, ultrapassa a nossa capacidade de compreendê-lo à primeira vista. O seu aspecto muda segundo a hora do dia e a distância a que estejas dele. É surpreendente e vale mesmo a pena visitá-lo. A melhor forma de ficar surpreendido com o seu tamanho é caminhar ao redor dele.
Montanhas en Alice Springs
The Olgas
(2)
Kata Tjuta (que significa muitas cabeças) é uma formação rochosa da mesma origem que Urulu,outra formação rochosa próxima. Juntas formam um único parque Nacional. Não se trata de um único monolito, mas antes de várias formações de altura similar e de formas arredondadas. À semelhança de Urulu, a sua forma muda consideravelmente à medida que nos vamos aproximando e os caminhos no seu interior são espectaculares. Kata Tjuta encontra-se a 25 km e a estrada que liga ambas é das melhores coisas do parque. O caminho mais longo chama-se Valley of the Winds (Vale dos Ventos)cujos miradouros proporcionam umas vistas espectaculares. O seu nome deve-se às fortes correntes de vento que se formam em determinados momentos do vale.
Reservas Naturais en Darwin
Kakadu National Park
(9)
Ao longo das estradas que levam ao famoso Jaribu se podem ver as famososa termiteras de Kakadu. Alguns chegam a quatro metros de altura. A poucos quilômetros, após da entrada norte do parque, encontrarão e verão as catedrais. Cientificamente chamado ninhos epígea, e projeta-se no chão. Também encontramos em Litchfield Park.
Safari en Darwin
Cruzeiro Jumping Crocodile
(2)
Sem dúvida uma das experiências que não podem faltar em toda viagem a Kakadu é a de contemplar os crocodilos marinhos. Na Austrália são conhecidos como "salties". O crocodilo normal, o do Nilo, só pode viver na água doce embora estas lindas criaturas Australianas tambem saibam nadar no oceano... Com o cruzeiro de Jumping Crocodile temos uma ocasião muito boa de ver estes animais de uma maneira segura e muito espectacular.
Reservas Naturais en Alice Springs
Kings Canyon - Watarrka National Park
(2)
A única referência que tenho para descrever Kings Canyon na Austrália é fazer uma comparação com o Grande Canyon do Colorado. Trata-se de uma formação rochosa no deserto e embora não possa competir com o seu equivalente Yankee respeito à sua espectacularidade, é sim um bom lugar para visitar. Para começar, se quisermos chegar até ali é preciso percorrer perto de 400 kms desde o aeroporto mais cercano, em Alice springs. Ao chegarmos até o destino, Kings Canyon é especial pelo seu relativo verdor, em especial se fazermos uma comparação com o resto do deserto. Também ficas surpreendido pela sua altura, já que é uma das poucas zonas altas que há no deserto. Mas o mais admiravel e poder desfrutrar da solidão que podes respirar nesse lugar. Nós tivemos a sorte de viajar fora do periodo das férias e tinhamos o parque inteiro para nós. Poder desfrutar do deserto Australiano assim foi demais.
Reservas Naturais en Alice Springs
Parque Nacional Kata Tjuta
(6)
A curta distância do famosíssimo Uluru (Ayers Rock) , Kata Tjuta, também conhecida por Olgas fica, por isso, relegada para segundo plano. É pena, porque o sítio é verdadeiramente excepcional, um impressionante amontoado de rochas que se elevam a mais de 500 metros, sobressaindo no horizonte a muitos quilómetros de distância e esmagando-nos com a sua imponência. Caminho pouco acidentados levam-nos ao coração dos rochedos, por desertos, vales e gargantas que contornam muitas das 36 enormes rochas rosadas a que a luz do sol nascente ou poente acrescenta beleza e mistério.
Cidades en Darwin
Darwin
(1)
A cidade de Darwin é a capital do norte Australiano, uma imensa zona que se estende desde o deserto vermelho até a costa norte do continente. São quase 2000 kms e a diferença do clima é notável.A verdade é que fiquei muito surpreendidoo com a parte norte do país. As cidades Australianas são lugares tranquilos , mas o ritmo de vida de Darwin está mais perto ao do Caribe que ao de Melbourne. Ajuda o calor tropical intenso. Também tem muito a ver os seus belos entardeceres tropicais, que convidam a relaxar. Enquanto estávamos a olhar para o céu vimos uns miúdos a fazer malabarismo num parque. Foi uma acasião super fotogênica e uma lembrança muito bonita do pôr do sol em Darwin
Sítios arqueológicos en Jabiru
Pinturas aborígenes em Kakadu - Pedra de Nourlangie
(3)
Kakadu é um dos locais do Património Mundial da Austrália, não pelo seu ecossistema vasto e selvagem, mas também pela importância dos elementos da cultura aborígene que se podem encontrar dentro do parque. Há algo extraordinariamente indescritível nos aborígenes e na sua arte, que é apenas uma das suas formas de entender a vida. O problema é que entender esta arte é tão complicado como entendê-los a eles. De qualquer forma, vale a pena a visita às numerosas zonas de pinturas do parque. A mais famosa é a Pedra de Nourlangie, que supostamente tem vindo a ser habitada mais ou menos de forma regular desde os últimos 20000 anos, mas as pinturas mais recentes datam de 1960. Podem-se ver, por exemplo, pinturas que representam barcos ingleses do século XVIII. As pinturas visitam-se mediante um pequeno circuito e anda-se pouco mais que um quilómetro, que conta com numerosa informação sobre as pinturas e o seu significado. Ainda que na verdade, apesar de ter lido todas essas informações, continuo a saber muito pouco sobre os aborígenes...
Cidades en Alice Springs
Daly Waters
A escassos 3 quilómetros da Stuart Highway, a estrada que liga Darwin a Alice Springs, fica a carismática povoação de Daly Waters. O desvio vale a pena pela parafernália que enfeita a única, e curta, rua do povoado. Tudo serve para atrair a atenção: O "semáforo" a velha carripana e a cabine telefónica, o peculiar jogo de bowling. A estrela é o Daly Waters Pub, famoso pela decoração que inclui roupa interior, notas, bandeiras, chapéus, que os passantes por lá deixam.
Reservas Naturais en Darwin
Litchfield National Park
É sempre fantástico quando alguém vai buscar os viajantes. Na Austrália isso funciona muito bem, pelo menos quando os turistas levam as mochilas às costas. A caminho do parque, passamos por um posto de combustível onde tomamos o pequeno-almoço/ café da manhã e o guia loiro de hoje deu-nos uma camisa com um desenho de um veículo com tração nas quatro rodas a atravessar a Austrália. É nesse veículo que fazemos a viagem de hoje, atravessando a estrada Stuart até ao Litchfield Park, através da pitoresca localidade de Batchelor, a porta de entrada para o parque. Na estrada para leste aconteceu-nos algo bastante desagradável. Vimos uma lagarto-de-gola e parámos para fotografá-lo. De repente, quando estávamos prestes a fazê-lo, ele, alertado por alguma coisa, levantou o pescoço, abriu a boca e desdobrou a sua característica membrana em torno de seu pescoço. Apenas pudemos contemplar esse espetáculo durante décimos de segundo, pois, de repente, um carro que vinha na direção oposta atropelou o animal, que passou por debaixo daquele e ficou na borda da estrada em agonia. O carro nem sequer parou, e o nosso guia, bastante afetado com aquilo, correu até ao animal e matou-o para que não não sofresse mais. Continuamos nossa viagem em direção ao parque em silêncio, pois acredito que aquilo de que havia tocado a todos. Ao chegar ao parque, tomámos um banho num rio, bebemos e comemos massas. Em seguida, visitámos duas cascatas/cachoeiras (Florence e Tolmer) e fomos até à Lost City. O fazendeiro Lindsay Crawford foi o primeiro a descobrir a chamada Cidade Perdida (Lost City), na altura dos Abner Ranges, em 1880. A Lost City caracteriza-se pelas suas altas espirais rochosas, que pontilham a paisagem numa área de cerca de 8 km². A mim, estas pedras de formas estranhas lembravam-me um pouco a nossa Cidade Encantada de Cuenca, para dar-vos uma ideia. Depois, demos uns mergulhos na piscina natural das cataratas/das cachoeiras de Wangi. Esta é a zona mais famosa do parque. Na base da cataratas/ cachoeira há um lago termal aquecido naturalmente pelo sol, perto da base da cataratas/cachoeira à esquerda. Pode fazer-se uma caminhada por um trilho que leva até uma ponte na floresta tropical, que se eleva até à parte de cima das cascata/cachoeira e descende pelo outro lado, por um miradouro. A partir desta zona, podemos ir até ao Sul com o veícluo 4x4, até outras cascatas/ cachoeiras próximas: as Sandy Creek Falls e as Surprise Falls. Como começou a chover, interrompemos nosso banho e fomos proteger as nossas coisas, para não se molharem. No caminho de volta para Darwin, fizemos um churrasco, que é a comida australiana por excelência. O churrasco (barbecue, BBQ ou Barbie, como dizem na Austrália) costuma ser feito ao ar livre, numa placa elétrica ou a gás. E o que é que se põe a assar? Sobretudo salsichas e bifes. Uma curiosidade é que cada convidado traz sua própria carne e bebida, mas como tínhamos pago a viagem, os outros trouxeram e nós apenas comíamos tudo o que nos punham no prato. Tanta água deu-nos muita fome. Do nosso diário na Austrália e Nova Zelândia: http://mibauldeblogs.blogspot.com
Cataratas en Jabiru
Cataratas Jim Jim e Twin Falls
Sobrevoei de helicóptero as cataratas de Kadalu. Já tinha falado antes da fauna e dos desenhos aborígenes de kadalu, mas sem dúvida a atracção mais espectacular deste PN são as cataratas que estão no topo da Terra de Arnhem. Trata-se das Twin Falls e em especial das cataratas Jim Jim, uma impressionante queda de água de 200m que são das maiores do continente. As épocas de seca e chuva condicionam o Top End da Austrália. Há muitas zonas do pais que ficam sem ligação e esta parte de Kadalu é uma delas. Nós visitamos a zona durante "thr Wet" e o único acesso possível foi de helicóptero. Foi uma experiência única, fiquei sem fala, durante os 45 minutos que demora.
Estradas en Alice Springs
Stuart Highway - A estrada do Red Center
(1)
Há poucos percursos no mundo que se possam orgulhar de ligar dois extremos de um continente de uma forma contínua, mas um dos mais solitários é certamente esta auto-estrada que liga as cidades de Adelaide com Darwin no Território do Norte. São mais de 2800 km de rectas infinitas que se perdem no horizonte, e a maior parte delas percorrem o interior do país desértico. Como tal, é a principal rota de abastecimento das poucas comunidades que existem no deserto, pelo que é frequente cruzarmo-nos com os chamados "road trains", camiões de alta tonelagem (podem levar até quatro atrelados) que transportam praticamente todas as mercadorias que circulam pela zona. Estes camiões têm prioridade de circulação em relação a qualquer outro veículo nestas vias, e ocupam mais do que a sua própria via, por isso se vires um a vir de frente, é melhor afastares-te com cuidado para um lado (eles não param por ti). Como em quase toda a Austrália, convém não circular à noite, ou então, se não se puder evitar, circular com muito cuidado. Os animais estão particularmente activos com o pôr-do-sol e o mais provável é que acabes por chocar com um canguru, o que acaba por ser tão mau para o animal como para o condutor. Adorei a experiência de poder fazer parte deste percurso, entre Alice Springs e Uluru, e assim poder assimilar como este país/continente está terrivelmente vazio. Esta estrada é uma das mais transitadas de todo o percurso e conta com gasolineiras a distâncias "razoáveis" (uma a cada 300 kms, mais ou menos). Para transitar nas partes mais isoladas da auto-estradas é preciso ter depósitos adicionais de água e combustível. E muito tempo!
Praias en Darwin
Mindil Beach
(1)
Mindil beach é um lugar essencial na cidade de Darwin. Duas razões justificam: Sunset mercado e ser um dos lugares com um dos melhores entardeceres no mundo.O mercado está aberto às quintas e domingos, e nele você pode encontrar variedade de arte aborígine, incluindo o famoso instrumento Didgeridoo. Além disso, existem dezenas de barracas de comida internacional, artesanato, roupas, tudo acompanhadas por várias bandas.Embora no início, nós somos um pouco céticos e pensei que seria uma mais pôr-do-sol, tivemos uma agradável surpresa. Pouco a pouco a praia enche de pessoas, famílias inteiras vêm com cadeiras, preparadas para o show. Cientoss de pessoas, estávamos em frente à praia, com os olhos fixados no horizonte. O sol começa a definir, enquanto o céu é envolvido com algumas cores e tons que não vimos em lugar nenhum mais. Não nos decepcionou em tudo e recomendamos a todos.Sem dúvida, não há nenhuma melhor maneira de passar uma tarde de domingo em Darwin que frequentam Mindil Beach.
Sítios insólitos en Yulara
Sobrevoar Uluru de helicóptero
(1)
Vistiar Uluru desde o ar num helicóptero é provavelmente a derradeira experiência que lá poderemos ter. O voo dura cerca de uma hora, e normalmente também inclui várias passagens sobre a formação de Las Olgas (Kata Tjuta), que fica perto dali. O mais aconselhável é que façam o voo bem cedo pela manhã ou tarde, quando as cores das rochas avermelhadas de Uluru têm a sua maior intensidade. Foi a primeira vez que andei de helicóptero e a verdade é que foi uma experiência incrível. Um pouco caro (130 $ Australianos por pessoa), mas recomendo vivamente.
Safari en Jabiru
Cruzeiro Yellow Water
Já dentro do PN Kakadu, sem dúvida uma das atracções mais interessantes é a visita a Yellow Water, uma zona de áreas húmidas (Billabong, na terminologia local) que se inunda na época das chuvas e que é um autêntico paraíso para a observação de aves e répteis. É claro que a melhor forma de visitar esta zona é de barco, num dos passeios que se organizam bem cedo pela manhã ou tarde. São visitas muito informativas e valem bem a pena. Talvez não se vejam os crocodilos a saltar da água, mas podemos vê-los na sua actividade normal (a apanhar sol no fim da tarde, por exemplo). E claro também se podem ver os pores-do-sol espectaculares do Top End, magníficos se combinam com o reflexo das águas calmas de Tellow Water.
Caminhadas en Alice Springs
Kings Canyon - The Canyon Walk
Sem dúvida o melhor dos caminhos de Kings Canyon é aquele que percorre a parte superior do desfiladeiro. Em primeiro lugar porque deixa, desde cima, apreciar as dimensões das paredes do desfiladeiro. São impressionantes as vistas que se têm da parede do Canyon e até parece que foi cortado com uma faca. Em segundo lugar é que ao terminar o percorrido se pode aceder à maravilhosa cascata que dá origem a este lugar; e se forem avestureiros podem também tomar um banho. A zona que rodeia a cascata é conhecida como Garden of Eden e é um autêntico oásis no meio do deserto vermelho australiano. O roteiro circular é de 6 kms. Como o roteiro tem muitas rochas é necessário levar calçado adequado. Pelo caminho podemos ver lagartos e também aves muito particulares chamadas "pombas plumiferas".
Ruas en Darwin
Estrada de Darwin a Kakadu
Darwin é o ponto de entrada mais comum do Parque Nacional de Kakadu e o mais normal é conduzir desde lá, já que fica a uma pequena distância (para os padrões destas terras, se é que me entendem). Chega-se à entrada do PN numa ou duas horas e pelo caminho há algumas paragens que valem a pena. O melhor, sem dúvida, são os espantosos Cruzeiros de Crocodilos (Jumping Crocodile Cruise), que podem ser feitos pelo caminho, mas isto merece e requer um espaço à parte. Para além disso, vale a pena parar para admirar os ninhos gigantes de térmitas que se podem ver pelo caminho. É alucinante ver o que as térmitas podem fazer se lhes dermos um pouco de tempo e matéria-prima. Os ninhos que vimos tinham uns 3 metros de altura, e isso supunha-se ser um tamanho modesto, comparado com o que se pode chegar a ver. Por certo, tenham cuidado com a presença de crocodilos na estrada, tal como diz um dos sinais de trânsito mais curiosos de todo o país :-)
Estações de Comboio en Alice Springs
Ghan
O guerreiro é um lendário trem que vai ao longo do norte da Austrália (Darwin) Sul (Adelaide) em 48 horas, pelo mesmo preço como um passeio de ônibus (na mesma distância e a mesma duração da viagem). Eu recomendo este modo de transporte para o seu conforto e lugares de interesse histórico, onde ele passa: é um trem "dos velhos tempos ', retro e cadeiras de metal, no espírito do"Orient Express", com chuveiros, emissão de filmes em cada carro, pessoal é encantador e com chance de mover durante uma longa viagem (ao contrário de autocarro)."