Baixe o app minube
E aproveite as suas viagens
Download
Aonde você quer ir?
Entrar com Google +
Compartilhar
Você curte Verona?
Compartilhe com todo mundo
Aonde você quer ir?

Verona

info
guardar
Guardado

61 opiniões sobre Verona

23
Ver fotos de Wesley Alves da Silva
23 fotos

A encantadora cidade de romeo e julieta

Verona é uma cidade linda, de uma arquitetura única e muito verde.
O rio que corta a cidade é juncado de rosas, a cidade tem o tamanho perfeito. Não é gigante e tudo o que precisamos.

Um cidade romântica, sem dúvida, localizada no norte da Itália. Tem uma arena romana antiga onde acontecem diversos espetáculos, a casa da Julieta, igrejas importantes, uma diversidade grande de opções gastronômicas e um número grande turistas que encontramos nas ruas em todos os dias da semana.

As fotos registram o meu olhar poético sobre a cidade.
Wesley Alves da Silva
5
Ver fotos de Lili Detoni
5 fotos

Verão de verona

Avistei, ainda do autobus, o lindo portal da cidade murada, protegida pelas pedras e pelos séculos.
Verona é delicada, feminina... Guardiã do amore de Giulietta por Romeo.
A arena do Anfiteatro nos leva ao passado, pois as vozes das óperas encenadas todas as noites de verão ali nos fazem arrepiar de tanta emoção! O gosto bom de Verona está na feirinha de frutas, tomates, nos palácios, nos afrescos das paredes seculares e no céu azul. Passei um bello giorno em Verona! Um dia quente, de sorvetes, fotografias e Alpes ao fundo das fotos!
A dica é fazer um pedido tocando no seio da estátua (em bronze) de Giulietta - "per un amore!" - Local: "Casa di Giulietta" - basta seguir as placas.
A casa dela é linda e o balcão onde ela se encontrava com seu Romeo nos faz sonhar com uma linda história de amor. Para entrar na casa é preciso comprar "un biglietto".
Impossível não sonhar com a história de amor mais linda que já existiu!
Lili Detoni
6
Ver fotos de Mano
6 fotos

Verona

Verona, tirando a distância com minha Cordoba, lembra ela. E não só pela sua atração turística, reconhecidas por ser uma cidade do Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, mas por seus pontos de vista e arquitetura. Nota: Você deve ver tudo sobre Julieta, etc ... É uma cidade orientada ao turismo romântico.
Mano
1
Ver fotos de Wency Loinaz
1 foto

Cidade de cores e amor

Veneza ganha a fama por ser a cidade do amor, mas a verdade é que o título deveria ser de Verona. A cidade trás uma vibração de romantismo que começa pelas praças invadidas pelos casais em mesas de bares e restaurantes e culmina na casa de Giulietta. Dentro dela, podemos encontrar diversos cadeados coloridos, com iniciais de pessoas que prometeram a eternidade do seu amor ao jogar a chave no rio. Diversos desses são encontrados pelos mais diversos lugares, ilustrando a criatividade de casais que quiseram fugir da parede de cadeados de Giulietta. Fora isso, a cidade é coberta de pequenos tesouros escondidos, que nos mostram uma cidade colorida, rica e romântica.
Wency Loinaz
Ler mais 10
Publicar
11
Ver fotos de Allan Robert P. J.
11 fotos

A cidade de verona, patrimônio da hum...

A cidade de Verona, Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, com seus mais de duzentos e sessenta e quetro mil habitantes, é a segunda cidade mais populosa do Triveneto e a terceira da Itália norte oriental. Verona surge às margens do rio Adige no ponto em que o rio entra na Planície Padana. Antigamente a cidade era um importante ponto de cruzamento de todos os sistemas de transportes terrestres e aquáticos do nordeste italiano. Durante o Império Romano era o ponto de encontro de quatro estradas consulares: A via Gallica, a via Claudia Augusta, o vicum Veronensium e a via Postumia. Ainda hoje Verona costitui um importante cruzamento geográfico – rodoviário e ferroviário -, entre as ligações da Itália central e norte oriental com o passo del Brennero.

Verona é visitada a cada ano por mais de 3 milhões de turistas, muitos dos quais estrangeiros, pelo imenso volume de obras artísticas e arquitetônicas, dentre os quais os mais famosos são a Arena de Verona e a Casa da Julieta. Mas também pelo Festival de Verão de Verona e pela Estação Lírica Areniana, que também acontece durante o verão.

A área onde hoje surge Verona é habitada desde a Era Neolítica, com diversos sítios arqueológicos que comprovam a ancestralidade dos habitantes. Os históricos individuaram diversas etnias entre as origens da cidade. Os primeiros contatos entre Roma e Verona foram documentados por volta do século III, quando teriam surgido relações de amizade e aliança. Graças a Cesar Verona obteve a cidadania romana em 49 a. C. Mas a cidade viveu uma história muito dinâmica na Idade Média até que, em 1405, ocorreu a “dedicação de Verona a Veneza”, depois a peste devastou parte da população em 1630. Em Maio de 1796 os austríacos foram derrotados na região de Piemonte por Napoleão Bonaparte e se retiraram até o Trentino, enquanto Napoleão e as ideias revolucionárias francesas sacudiram a tranquilidade veronesa: Os austríacos em fuga ocuparam Peschiera, violando a neutralidade veneta, e Napoleão aproveitou para ocupar Peschiera e para entrar sucessivamente em Verona. Com o Tratado de Campoformio, Napoleão cedeu a cidade aos austríacos, depois foi dividida à metade, tendo o rio Adige como linha separatória com uma parte francesa e a outra, austríaca. Com a conquista do Veneto por parte dos Savoia, inicia a história italiana de Verona no dia 16 de outubro de 1866, quando passou a gozar de um período de tranquilidade. Em 1882 Verona foi vítima de uma terrível inundação pelo rio Adige. Nos anos seguintes, para proteger a cidade de outras cheias, foram edificados grandes margens artificiais, chamadas “muraglioni” e a cidade teve que renunciar a um dos seus aspectos mais característicos, da “cidade que vivia na água”. Mas Verona ainda teria que enfrentar grandes sacrifícios e perdas durante a Segunda Guerra, além de uma crise econômica que durou décadas, até tornar-se o pólo turístico-cultural que é hoje.

A curiosidade fica por conta do nome, de origem imprecisa mas que uma lenda conta ter derivada de um certo Brenno, chefe gallico, que teria chamado o novo centro habitado de “Vae Roma”, ou seja “Maldita Roma”, que com o tempo teria se transformado em Verona.
Allan Robert P. J.
6
Ver fotos de naxos
6 fotos
naxos
10
Ver fotos de Roberto Caravaggi
10 fotos
Roberto Caravaggi
18
Ver fotos de Maïder Tomasena
18 fotos
Maïder Tomasena
1
Ver fotos de Somos4porelmundo
1 foto
Somos4porelmundo
1
Ver fotos de Gabriela Andrade
1 foto
Gabriela Andrade
6
Ver fotos de Laura Bonaiti
6 fotos
Laura Bonaiti
8
Ver fotos de Martina Macera
8 fotos
Martina Macera
7
Ver fotos de Martina Sgorlon
7 fotos
Martina Sgorlon
3
Ver fotos de darkgotic07
3 fotos
darkgotic07
2
Ver fotos de Anaïs Ballanger
2 fotos
Anaïs Ballanger
Publicar
Ler mais 10

Informação Verona