Baixe o app minube
Veja tudo melhor e mais rápido
Download
Aonde você quer ir?
Entrar com Google +
Recomendar um lugar
Você curte Valparaiso?
Compartilhe com todo mundo
Aonde você quer ir?

Valparaiso

info
guardar
Guardado

60 opiniões sobre Valparaiso

1
Ver fotos de Felipe Granville
1 foto

Cores andinas

Primeira viagem com meus amigos na qual, juntando dinheiro por vários meses, passamos a virada do ano em outro país. Sensações intensas do começo ao fim sendo potencializadas pelas paisagens impressionantes dos Andes, com um valor histórico e cultural exaltado pela população chilena.

Foto foi tirada em uma das ruas de Valparaiso em que é tomada exclusivamente para a venda de artesanato local. Há muitas cores e as pessoas são muito acessíveis e colaborativas. Tudo muito colorido contrastando com prédios antigos preservados e com as feições duras e serenas ao mesmo tempo, de quem reside e compartilha suas criações. Foram dias de alegria e aprendizado!
Felipe Granville
4
Ver fotos de Mortyzia
4 fotos

Cidade espectacular situada na costa ...

Cidade espectacular situada na costa chilena. Cheia de colinas com casas coloridas é Património da Humanidade. Assemelha-se a um museu ao ar livre, com casas em ruas pequenas e escadarias íngremes, pintadas por diversos artistas;
Aí podemos encontrar La Sebastiana, uma das casas de Pablo Neruda, etc.
Mortyzia
7
Ver fotos de Fernando Sanhueza Salas
7 fotos

Valpo...para los chilenos

Aqui se passou grande parte da história chilena, se retrata nas ruas, na cidade, nos seus moradores entre eles um grande e ilustre poeta, Pablo Neruda. O charme de Valpo são as suas ladeiras e cerros. Gastronomia, mariscos e muitos frutos do mar... vinho, tome o nacional. É ÓTIMO!!!!! rs
Fernando Sanhueza Salas
5
Ver fotos de Juliana Webel
5 fotos

Uma explosão!

Chegando em Valparaíso, minha primeira impressão da cidade foi: "que zona!!"
O hostel localizava-se próximo ao mercado central da cidade, havia uma feira todos os dias, na nossa porta e embaixo de nós, um açougue. Pensa numa vegetariana vivendo sobre um açougue. O que a gente não vive quando decide ir viver...
De ruas estreitas, pessoas apressadas e trânsito caótico e barulhento, Valpo me recebeu em plena segunda-feira, a todo vapor. Em alguns minutos estava desafiando a lei da gravidade subindo pelos seus cerros íngremes onde encontrei todas as cores do pantone nas paredes e murais. Pichações e inúmeros grafites dignos de galerias de arte dividiam o espaço harmonicamente.
Detalhes pequenos em cada desenho feito com esmero por artistas chilenos que em sua maioria, discutem questões socioculturais. Pode-se passar muitos minutos apreciando um único grafite e muitas horas caminhando pelas ruelas e becos coloridos e por vezes mal cheirosos de Valpo.
Em menos de 24 horas estava em casa.
Não há muito como lutar contra, sem que você perceba a pequena grande cidade dividida em plano e relevo conquista sua confiança, desperta sua curiosidade e te convida ao exagero.
Muitas subidas, muitas descidas, muitas cores, muitas pessoas, muitos carros, muitas buzinas, muitos bares, cafés e restaurantes, muita bagunça, muito porto, muitos caminhos. Tudo ali, à disposição esperando que você se jogue.
Como de costume, uma lista de peculiaridades (emprestando um pouco a ideia de um querido amigo que esmiuça, com o que chama de "aleatoriedades", as magníficas cidades as quais visita, Zuzu, se me permite!) e fotos que ilustram minha experiência de duas semanas em Valaparaiso, na costa do Chile.
- Assim como as demais cidades Chilenas que visitei, Valpo é a cidade dos cães, mas estes não estão mais sozinhos, Valpo é a cidade dos gatos! Os felinos elegantes cochilam tranquilos sobre os muros coloridos da cidade;
- há minúsculos restaurantes de sushi na cidade. Portinhas de saletas onde pequenas mesas espremem-se com garçons e clientes para servir peixes à moda nipônica. Não são um nem três, são inúmeros. Não me pergunta.
- os anúncios da Coca Cola fazem alusão aos anos 20. Todos. Não me pergunta #2.
- Valparaiso definitivamente não é a cidade da acessibilidade. Cadeirante, você pode utilizar os ascensores para subir aos cerros, desde que você possa subir 9 degraus inclinados cada um numa direção para acessar os pequeninos elevadores antigos. Estes sim, desafiam as leis da física, da gravidade, da termodinâmica, da aerodinâmica e até as divinas;
- há taxis e ônibus em Valpo, mas sucesso mesmo são os compartidos. Carros pretos onde ao pessoal se espreme todo junto para chegar ao destino;
- nos pequenos ônibus (este assunto merecia um texto por si só, os micro buses de Valpo) entra-se pela frente, onde há uma placa que diz bem grande: "no bajar" (não descer) mas o motorista nunca abre a porta de trás, então todo mundo desce e sobe pela frente mesmo, contrariando a sinalização. É uma confusão de gente indo e vindo, descendo onde quer, no meio da rua, com o ônibus em movimento, uma balbúrdia. E funciona. Muito.
- estes ônibus têm várias tarifas diferentes, depende de onde você vai. Precisa perguntar para o motorista, ele te cobra o valor correspondente a sua viagem e entrega um minúsculo papelzinho o qual você NÃO pode perder. É sempre uma surpresa o valor da passagem, vai com moedas no bolso e confia!
- Os motoristas dos micro buses dirigem como loucos e buzinam por nada. Só buzinam, sem motivo nenhum em absoluto. Usam roupas comuns, parece que estão indo a praia num sábado de sol.
Colocam adesivos por tudo, enfeitam os painéis - às vezes com coisas bizonhas como um cachorro de pelúcia dentro de um cubo de vidro - e colocam o som no último volume, tocando, na esmagadora maioria das vezes, a cúmbia chilena. Baladônibus.
- A dieta em Valparaíso é sensacional e muito saudável. Pão o suficiente para você virar um glúten ambulante, muito arroz, batata de tudo que é jeito e fritura para uma vida inteira.
O hit aqui são as chorillanas. A ver: ovo frito sobre uma camada de pedaços de carne filetados sobre um bolo de batatas fritas (daqueles moles e oleosas). Sobreviva e conte a história para os seus filhos.
Eu comi. Sem a carne. Por isso capricharam nas batatas. Não sei se terei filhos, mas posso contar para os seus se quiser. Aqui estou.
- Valpo é sujo. As ruas são sujas, as calçadas são sujas, as mesas dos restaurantes são sujas, os talheres são sujos, os aventais dos garçons são sujos. Você aprende a abstrair. Tem que aprender, entendeu!?
- Valpo é meio melancólica, meio decadente, meio romântica, meio vibrante, meio escura e inteira colorida.
Valpo é uma experiência. O Oceano Pacífico de azul profundo está lá de pano de fundo para tudo isso que é e tudo isso o que não é Valparaiso, no Chile.
Fui embora, e um pedacinho do meu coração, ficou. Numa ladeira, num ascensor, num grafite, numa chorillana...
Juliana Webel
Ler mais 10
Publicar
1
Ver fotos de Maíra Arantes Leite Wick
1 foto

Cidade colorida

Valparaíso possui muitos morros e comunas. Em cada "subregião", é possível caminhar pelas vielas e admirar a arte de rua. Muitas escadarias pintadas, muitas casas coloridas e muito grafite.
Maíra Arantes Leite Wick
2
Ver fotos de H Luz
2 fotos

Leões marinhos em uma plataforma - porto de valparaiso

Na foto: parece que estamos recebendo um cumprimento de um dos leões marinhos (nos dando um olá!)
H Luz
2
Ver fotos de Marta Pilar
2 fotos

A cidade de valparaíso foi de ser o d...

A cidade de Valparaíso foi de ser o dia do juízo final vilarejo esquecido de Patrimônio, o local encontrado, mas não fundada até 1544 começou a existir legalmente. Valparaíso foi formada por imigrantes da Europa, dos EUA e capital rural e chilenos. A passagem de uma colônia aldeia esquecida e república independente despertou seu despertar. A independência 25 setembro de 1810 e proclamado nacional juro. Chegue cedo com suas tradições e de Inglês em 1811, e da independência alcançada, proporcionando contrabando passado entrincheirado com a Inglaterra. Imigrantes alemães fizeram sua pátria americana Valparaíso, também em 1811, mantendo seus costumes, respeitando a cultura que havia recebido. A colônia italiana em 1895 e foi o maior porto, mas a entrada em massa foi entre 1890 e 1914. Em 1914, ele havia caído em desuso o Europeia e os EUA faz a sua aparição, ocupando um lugar especial o tango da Argentina. Terremotos, incêndios, epidemias e bombardeio marcou a vida de Valparaíso, especialmente terremoto de 1906 que destruiu tudo. O século XX parece-emigração, duro daqueles que imigraram, crise económica, pobreza e as mudanças internacionais. Os espanhóis chegaram ao longo do século XIX, principalmente Basco e Astúrias refugiados de 1939 e recebeu uma calorosa boas-vindas. Depois de anos de luta que parecia impossível e inatingível, com os grandes esforços de muitos deixando o sono depois de um trabalho que era a ilusão de sua vida, a cidade foi declarada Patrimônio da Humanidade em 2003. As imagens são duas visões da cidade de Valparaíso

La ciudad de Valparaíso paso de ser la aldea olvidada del fin del mundo a Patrimonio de la Humanidad, el lugar encontrado pero no fundado, hasta que en 1544 comenzó a existir legalmente.

Valparaíso fue conformado por inmigrantes europeos, norteamericanos y chilenos del campo y la capital. El paso de colonia y aldea olvidada a república independiente provocó su despertar. El 25 de septiembre de 1810 proclaman y juran la independencia nacional. Llegan los primeros ingleses con sus tradiciones y en 1811, lograda ya la independencia, pasan de ofrecer el contrabando a las arraigadas relaciones comerciales con Inglaterra.

Los inmigrantes alemanes hicieron de Valparaíso su patria americana, también en 1811, manteniendo sus costumbres pero respetando la cultura que los había recibido. La colonia italiana ya en 1895 era la más numerosa del puerto pero la llegada en masa fue entre 1890 y 1914. En 1914 había caído en desuso la europea y hace su aparición la norteamericana, ocupando un sitio especial el Tango proveniente de Argentina.

Terremotos, incendios, bombardeos y epidemias marcaron la vida de Valparaíso, especialmente el terremoto de 1906 que lo destruyó todo. El siglo XX lo golpea con dureza, emigración de los que había inmigrado, crisis económicas, cambios internacionales y la pobreza.

Los españoles llegaron a todo lo largo del siglo XIX, mayormente vascos y asturiano, y los refugiados de 1939 recibieron una muy cálida bienvenida.

Luego de años de luchas que parecían imposibles e inalcanzables, con el esfuerzo denodado de muchos dejando sus horas de sueño en pos de un trabajo que era la ilusión de sus vidas, la ciudad fue declarada Patrimonio de la Humanidad en el año 2003. Las fotos son dos vistas de la ciudad de Valparaíso
Marta Pilar
Traduzir
Ver original
10
Ver fotos de Jesse OC
10 fotos

Desintegração valpariso

"O que um chefe de colinas desgrenhados, que você nunca terminar pentear", escreveu o poeta Pablo Neruda em sua ode à cidade maníaca. Uma vez que um dos portos mais movimentados da América Latina, Valpo - como é conhecida calorosamente - caiu em tempos difíceis no início do século 20. O terremoto de 1906 destruiu a maior parte da cidade, enquanto a abertura 1914 do Canal do Panamá desviado muito do tráfego marítimo a partir de seu porto. Valpo, no entanto, não deriva silenciosamente para o mar - artesãos de todos os matizes migraram para a sua nervosa, áspera e baixos, atmosfera boêmia. Hoje, a UNESCO reconheceu beleza rústica da cidade e charme intelectual designando-a património mundial. Mais e mais pessoas visitam a cada ano. Apesar disso, não é difícil de se encontrar sozinho em um dos íngremes, subidas estreitas dos Cerros, e cercado por uma bela cor, desintegrando-se mansões do século 19. Na frente de você, as colinas pintadas e becos corajoso subir e descer sobre o Pacífico provocando. Com cada torção e volta na estrada, o seu passo retarda assim para armazenar com segurança essas esplêndidas cenas para sempre: as cores, o caos, a criatividade. Valpo é uma cidade para ser percorrida e para ser saboreado.

Crumbling valpariso

"What a head of disheveled hills, that you never finish combing," wrote the poet Pablo Neruda in his ode to the manic city. Once one of the busiest ports in Latin America, Valpo - as it is warmly known - fell on hard times in the early 20th century. The 1906 earthquake destroyed most of the town, while the 1914 opening of the Panama Canal diverted much of the maritime traffic from its port. Valpo, however, did not drift silently into the sea - artisans of all stripes migrated for its edgy, rough-and-tumble, bohemian atmosphere.

Today, UNESCO has recognized the city's rustic beauty and intellectual charm designating it a world heritage site. More and more people visit each year. Despite this, it is not difficult to find yourself alone in one of the cerros' steep, narrow ascents, hemmed in by gorgeously-coloured, crumbling 19th-century mansions. In front of you, the painted hills and gritty alleys rise and fall over the sparking Pacific. With every twist and turn in the road, your step slows so to safely store those splendid scenes forever: the colours, the chaos, the creativity. Valpo is a city to be walked and to be savoured.
Jesse OC
Traduzir
Ver original
36
Ver fotos de Pablo Olivera
36 fotos

Muito interessante

É uma das cidades mais interessantes que visitei no Chile em termos de história, cantos e qualidade de seus habitantes. Declarada património mundial há alguns anos todo o capital que está em cada um de seus morros capta a magia de um lugar com um caráter único. Há muitas áreas para caminhadas e bela como cada um deles vai surpreender e se complementam para formar uma história que define o que é agora Valparaíso.

Muy interesante

Es una de las ciudades mas interesantes que he visitado en Chile en cuanto a historia, rincones y la calidad de sus habitantes. Declarada patrimonio de la humanidad hace pocos años atrás por todo el valor patrimonial que hay en cada uno de sus cerros se logra captar la magia de un sitio con un carácter único. Hay muchas zonas para recorrer caminando y es hermoso como cada una de ella va sorprendiendo y complementándose con otra para formar toda una historia que define lo que es hoy Valparaíso.
Pablo Olivera
Traduzir
Ver original
20
Ver fotos de Ricardo Jara
20 fotos

Vista de valparaiso

Valparaíso fica a uma hora e meia de Santiago, capital do Chile, e também esta placa para Viña del Mar, uma cidade muito turística. Mas Valparaiso identificado por seu povo, a cultura e as artes. Conhecido em todo o mundo para os marinheiros como a jóia do Pacífico e muito cheia de vida. Hoje, muitos artistas de diferentes partes do mundo vivem em Valparaíso ou pelo menos visita. Eu, pessoalmente, sou normalmente viajando fora do Chile e regrezo para Valparasio sempre que pode e vai continuar.

Vista de valparaiso

Valparaíso se encuentra a una hora y media de Santiago, la capital de chile, y además esta junto a Viña del Mar, una ciudad muy turística. Pero Valparaíso se identifica por su gente, la cultura y las artes. Conocida por los marineros de todo el mundo como la Joya del Pacífico y muy llena de vida. Hoy en día muchos artistas de distinto lugares del mundo viven en Valparaíso o por lo menos la visitan. Yo personalmente viajando casi siempre estoy fuera de Chile y regreso a Valparaíso cada vez que puedo y seguirá siendo así.
Ricardo Jara
Traduzir
Ver original
27
Ver fotos de José Saavedra
27 fotos

Valparaiso incrível

Eu amei a visita à Valparaíso, a pé através das montanhas, sentir a brisa do mar e admirar esta cidade bem conservada, Património Mundial. Esta cidade também tem uma grande variedade de hotéis e restaurantes. Recomendado o restaurante Turri (Templeman rua do Cerro Concepción), onde almoçamos no dia da visita.

Valparaíso increíble

Me encantó la visita a Valparaíso, caminar por sus cerros, sentir la brisa marina y admirar esta bien preservada ciudad, patrimonio de la humanidad.
Esta ciudad cuenta además con una variada oferta hotelera y gastronómica. Recomendable el restorán Turri (calle Templeman del cerro Concepción) donde almorzamos el día de esta visita.
José Saavedra
Traduzir
Ver original
6
Ver fotos de maria jose soto
6 fotos

Bohemia porto old quarter

Depois de passar pelas tempestades marinheiros Cabo Horn chegam em Valparaíso só queria curtir a vida e este era um lugar de diversão contínua, atrizes, as mulheres no piano, comida, bebida e amigável Buenos Aires. Echaurren Praça e as ruas ao redor foram o epicentro da vida noturna, casas elegantes funcionavam como prostíbulos, carros de luxo estacionados nas ruas, marinheiros uniformizados, senhores distintos e contrabandistas, todos existia no auge do distrito do porto. Com a mecanização do porto e do toque de recolher que o governo militar instalado em 1973, perto do final deste velho bairro boêmio move sua maior pobreza e abandono, e agora vive um ressurgimento lento esforçou-se por seu estatuto de Património Site. É um bairro violento, onde entra o bravo, mas é também um lugar de encontro de artistas, escritores, poetas e músicos.

Bohemia antigua del barrio puerto

Después de pasar por el tormentoso Cabo de Hornos, los navegantes que llegaban a Valparaíso sólo querían disfrutar la vida y este era un lugar de diversión continua, vedettes, mujeres al piano, comida, bebida y porteñas amigables.
Plaza Echaurren y sus calles aledañas fueron el epicentro de la diversión nocturna, elegantes casonas funcionaban como prostíbulos, en las calles lujosos autos estacionados, marineros uniformados, señores distinguidos y contrabandistas, todo ello existió en el auge del barrio puerto. Con la mecanización del puerto y el toque de queda que el Gobierno militar instala en 1973, llega el fin de esta antigua bohemia y el barrio vive su etapa de mayor pobreza y abandono, hoy vive un lento y difícil resurgimiento empujado por su condición de Patrimonio de la Humanidad. Es un barrio bravo, donde entran los valientes, pero también es centro de reunión de artistas, escritores, poetas y músicos.
maria jose soto
Traduzir
Ver original
7
Ver fotos de annel gonzalez
7 fotos

Paraiso em várias cores

Quando cheguei ao Valpo nunca pensei se surpreender com tanta arte nas ruas, realmente me inspiram a querer fazer algo para olhar minha cidade mais colorida e sem muito rayon. Andando por suas ruas, visitar museus ao ar livre, ver cada convidado com fachadas coloridas e personalizadas, viver a experiência de subir as colinas no elevador era novo e realmente cada embelezamento da paisagem minha opinião ele admirava, onde quer que estivessem todos Era arte, árvores e arquitetura única ... Como esquecer essas placas de cerâmica com poemas de Lorca, meu poeta favorito, nas paredes das casas! O porto, pessoas, vida noturna, Via del Mar ... O que mais pode pedir esta bela cidade. Logo atrás, eu levo você no meu coração, meu amor Valparaíso

Paraiso de múltiples colores

Cuando llegué a Valpo nunca pensé quedar maravillada con tanto arte en las calles, realmente me inspiró para querer hacer algo para que mi ciudad se vea más colorida y sin tanto rayón. Caminar por sus calles, visitar los museos al aire libre, ver cada hostal con sus fachadas personalizadas y coloridas, vivir la experiencia de subir los cerros en elevador fue algo nuevo y realmente embelleció mi vista cada paisaje que admiraba, a donde quiera que fuera todo era arte, arboles y arquitectura singular. Cómo olvidar aquellas placas de cerámica con poemas de Lorca, mi poeta favorito, en las paredes de las casas!
El puerto, la gente, su vida nocturna, Viña del Mar... Que más puede pedir esta bella ciudad.
Pronto volveré, te llevo en mi corazón, Valparaíso de mi amor.
annel gonzalez
Traduzir
Ver original
8
Ver fotos de Isla RobinsonCrusoe Turismo
8 fotos

Isla robinson crusoe

Lugar maravilhoso, Ilha Robinson Crusoé, parte do arquipélago de Juan Fernandez, na região de Valparaíso Chile, localizada 670 km. oeste de Valparaíso. A ilha tem diversas atrações culturais, históricas, como no verdadeiro Robinson Crusoé, chamado Alexander Selkirk, que inspirou a novela Dafoe Inglês, patriotas Cave e monumento Maya de Deus pode Chamba-lum. Definitivamente, um dos principais destinos para os pinos de segurança de mergulho no Chile e na América do Sul, incluindo espécies endêmicas, como o cabelo de pele dupla, polvo Juan Juan Fernandez, e água acima do solo como o sendemicas Col, Chonta e Colibri vermelho. Incríveis lugar na Região de Valparaíso, Ilha Robinson Crusoé é parte da ilha 3 do arquipélago de Juan Fernandez, nativas specises completo, um dos melhores lugares para mergulho sucba comparar com eaaster ilha com um monte de biodiversidade. Grandes caminhadas com níveis diferent, e paisagens diferentes incrível!

Isla robinson crusoe

Un lugar Maravilloso, Isla Robinson Crusoe, perteneciente al archipiélago de Juan Fernández en la región de Valparaíso Chile, ubicado a 670 km. al oeste de Valparaíso. En la isla hay varios atractivos, culturales historicos como es el caso del verdadero Robinson Crusoe, llamado Alejandro Selkirk quien inspiro la novela del inglés Dafoe, la cueva de los Patriotas y el posible monumento Maya del dios Chamba -lum.
Sin duda uno de los mejores destinos impérdibles para el buceo en chile y america del sur, destacan especies endemicas como el lobo fino de doble pelo, el pulpo Juan de juan fernández, y arriba del agua planta sendemicas como la Col, Chonta y el Picaflor rojo.
Isla RobinsonCrusoe Turismo
Traduzir
Ver original
2
Ver fotos de Roland Flutet
2 fotos

De frente para o oceano pacífico, ea ...

De frente para o Oceano Pacífico, ea menos de uma hora de carro de Santiago, Valparaíso é a segunda maior cidade do Chile, e também abriga o parlamento se mudou da capital. Mas encontrou Valparaiso muito simples e agradável como Santiago: mais pobre, mas rico em cultura popular, com pichações que parecem cobrir as paredes de ruas em toda a cidade. É um prazer andar pelas ruas e escadas que correm entre as colinas de Valparaiso, coberto com estas casas que se assemelham a barracos de favelas feitas de pedaços e peças, mesmo estando longe de suas paredes e placas telhados pintados são como um belo mosaico de cores.

Face à l'océan Pacifique, et à moins d'une heure de route de Santiago, Valparaiso est la seconde ville du Chili, et héberge d'ailleurs le parlement délocalisé depuis la Capitale. Mais on a trouvé Valparaiso beaucoup simple et agréable que Santiago du Chili : plus pauvre, mais aussi plus riche de culture populaire, avec les graffitis qui semblent couvrir les murs des ruelles à travers la ville. C'est un vrai plaisir de parcourir les rues et escaliers qui courent entre les collines de Valparaiso, couvertes de ces maisons qui, de près, ressemblent aux baraques d'un bidonville faites de bric et de broc, alors que de loin leurs murs et toits de tôles peints sont comme une magnifique mosaïque de couleur.
Roland Flutet
Traduzir
Ver original
Publicar
Ler mais 10

Informação Valparaiso