Baixe o app minube
E aproveite as suas viagens
Download
Aonde você quer ir?
Entrar com Google +
Compartilhar
Você curte Valparaiso?
Compartilhe com todo mundo
Aonde você quer ir?

Valparaiso

info
guardar
Guardado

60 opiniões sobre Valparaiso

1
Ver fotos de Felipe Granville
1 foto

Cores andinas

Primeira viagem com meus amigos na qual, juntando dinheiro por vários meses, passamos a virada do ano em outro país. Sensações intensas do começo ao fim sendo potencializadas pelas paisagens impressionantes dos Andes, com um valor histórico e cultural exaltado pela população chilena.

Foto foi tirada em uma das ruas de Valparaiso em que é tomada exclusivamente para a venda de artesanato local. Há muitas cores e as pessoas são muito acessíveis e colaborativas. Tudo muito colorido contrastando com prédios antigos preservados e com as feições duras e serenas ao mesmo tempo, de quem reside e compartilha suas criações. Foram dias de alegria e aprendizado!
Felipe Granville
4
Ver fotos de Mortyzia
4 fotos

Cidade espectacular situada na costa ...

Cidade espectacular situada na costa chilena. Cheia de colinas com casas coloridas é Património da Humanidade. Assemelha-se a um museu ao ar livre, com casas em ruas pequenas e escadarias íngremes, pintadas por diversos artistas;
Aí podemos encontrar La Sebastiana, uma das casas de Pablo Neruda, etc.
Mortyzia
7
Ver fotos de Fernando Sanhueza Salas
7 fotos

Valpo...para los chilenos

Aqui se passou grande parte da história chilena, se retrata nas ruas, na cidade, nos seus moradores entre eles um grande e ilustre poeta, Pablo Neruda. O charme de Valpo são as suas ladeiras e cerros. Gastronomia, mariscos e muitos frutos do mar... vinho, tome o nacional. É ÓTIMO!!!!! rs
Fernando Sanhueza Salas
5
Ver fotos de Juliana Webel
5 fotos

Uma explosão!

Chegando em Valparaíso, minha primeira impressão da cidade foi: "que zona!!"
O hostel localizava-se próximo ao mercado central da cidade, havia uma feira todos os dias, na nossa porta e embaixo de nós, um açougue. Pensa numa vegetariana vivendo sobre um açougue. O que a gente não vive quando decide ir viver...
De ruas estreitas, pessoas apressadas e trânsito caótico e barulhento, Valpo me recebeu em plena segunda-feira, a todo vapor. Em alguns minutos estava desafiando a lei da gravidade subindo pelos seus cerros íngremes onde encontrei todas as cores do pantone nas paredes e murais. Pichações e inúmeros grafites dignos de galerias de arte dividiam o espaço harmonicamente.
Detalhes pequenos em cada desenho feito com esmero por artistas chilenos que em sua maioria, discutem questões socioculturais. Pode-se passar muitos minutos apreciando um único grafite e muitas horas caminhando pelas ruelas e becos coloridos e por vezes mal cheirosos de Valpo.
Em menos de 24 horas estava em casa.
Não há muito como lutar contra, sem que você perceba a pequena grande cidade dividida em plano e relevo conquista sua confiança, desperta sua curiosidade e te convida ao exagero.
Muitas subidas, muitas descidas, muitas cores, muitas pessoas, muitos carros, muitas buzinas, muitos bares, cafés e restaurantes, muita bagunça, muito porto, muitos caminhos. Tudo ali, à disposição esperando que você se jogue.
Como de costume, uma lista de peculiaridades (emprestando um pouco a ideia de um querido amigo que esmiuça, com o que chama de "aleatoriedades", as magníficas cidades as quais visita, Zuzu, se me permite!) e fotos que ilustram minha experiência de duas semanas em Valaparaiso, na costa do Chile.
- Assim como as demais cidades Chilenas que visitei, Valpo é a cidade dos cães, mas estes não estão mais sozinhos, Valpo é a cidade dos gatos! Os felinos elegantes cochilam tranquilos sobre os muros coloridos da cidade;
- há minúsculos restaurantes de sushi na cidade. Portinhas de saletas onde pequenas mesas espremem-se com garçons e clientes para servir peixes à moda nipônica. Não são um nem três, são inúmeros. Não me pergunta.
- os anúncios da Coca Cola fazem alusão aos anos 20. Todos. Não me pergunta #2.
- Valparaiso definitivamente não é a cidade da acessibilidade. Cadeirante, você pode utilizar os ascensores para subir aos cerros, desde que você possa subir 9 degraus inclinados cada um numa direção para acessar os pequeninos elevadores antigos. Estes sim, desafiam as leis da física, da gravidade, da termodinâmica, da aerodinâmica e até as divinas;
- há taxis e ônibus em Valpo, mas sucesso mesmo são os compartidos. Carros pretos onde ao pessoal se espreme todo junto para chegar ao destino;
- nos pequenos ônibus (este assunto merecia um texto por si só, os micro buses de Valpo) entra-se pela frente, onde há uma placa que diz bem grande: "no bajar" (não descer) mas o motorista nunca abre a porta de trás, então todo mundo desce e sobe pela frente mesmo, contrariando a sinalização. É uma confusão de gente indo e vindo, descendo onde quer, no meio da rua, com o ônibus em movimento, uma balbúrdia. E funciona. Muito.
- estes ônibus têm várias tarifas diferentes, depende de onde você vai. Precisa perguntar para o motorista, ele te cobra o valor correspondente a sua viagem e entrega um minúsculo papelzinho o qual você NÃO pode perder. É sempre uma surpresa o valor da passagem, vai com moedas no bolso e confia!
- Os motoristas dos micro buses dirigem como loucos e buzinam por nada. Só buzinam, sem motivo nenhum em absoluto. Usam roupas comuns, parece que estão indo a praia num sábado de sol.
Colocam adesivos por tudo, enfeitam os painéis - às vezes com coisas bizonhas como um cachorro de pelúcia dentro de um cubo de vidro - e colocam o som no último volume, tocando, na esmagadora maioria das vezes, a cúmbia chilena. Baladônibus.
- A dieta em Valparaíso é sensacional e muito saudável. Pão o suficiente para você virar um glúten ambulante, muito arroz, batata de tudo que é jeito e fritura para uma vida inteira.
O hit aqui são as chorillanas. A ver: ovo frito sobre uma camada de pedaços de carne filetados sobre um bolo de batatas fritas (daqueles moles e oleosas). Sobreviva e conte a história para os seus filhos.
Eu comi. Sem a carne. Por isso capricharam nas batatas. Não sei se terei filhos, mas posso contar para os seus se quiser. Aqui estou.
- Valpo é sujo. As ruas são sujas, as calçadas são sujas, as mesas dos restaurantes são sujas, os talheres são sujos, os aventais dos garçons são sujos. Você aprende a abstrair. Tem que aprender, entendeu!?
- Valpo é meio melancólica, meio decadente, meio romântica, meio vibrante, meio escura e inteira colorida.
Valpo é uma experiência. O Oceano Pacífico de azul profundo está lá de pano de fundo para tudo isso que é e tudo isso o que não é Valparaiso, no Chile.
Fui embora, e um pedacinho do meu coração, ficou. Numa ladeira, num ascensor, num grafite, numa chorillana...
Juliana Webel
Ler mais 10
Publicar
1
Ver fotos de Maíra Arantes Leite Wick
1 foto

Cidade colorida

Valparaíso possui muitos morros e comunas. Em cada "subregião", é possível caminhar pelas vielas e admirar a arte de rua. Muitas escadarias pintadas, muitas casas coloridas e muito grafite.
Maíra Arantes Leite Wick
2
Ver fotos de H Luz
2 fotos

Leões marinhos em uma plataforma - porto de valparaiso

Na foto: parece que estamos recebendo um cumprimento de um dos leões marinhos (nos dando um olá!)
H Luz
2
Ver fotos de Marta Pilar
2 fotos
Marta Pilar
10
Ver fotos de Jesse OC
10 fotos
Jesse OC
20
Ver fotos de Ricardo Jara
20 fotos
Ricardo Jara
36
Ver fotos de Pablo Olivera
36 fotos
Pablo Olivera
27
Ver fotos de José Saavedra
27 fotos
José Saavedra
6
Ver fotos de maria jose soto
6 fotos
maria jose soto
7
Ver fotos de annel gonzalez
7 fotos
annel gonzalez
8
Ver fotos de Isla RobinsonCrusoe Turismo
8 fotos
Isla RobinsonCrusoe Turismo
2
Ver fotos de Roland Flutet
2 fotos
Roland Flutet
Publicar
Ler mais 10

Informação Valparaiso